Menu
Busca quarta, 20 de janeiro de 2021
(67) 99820-0742
Violência Contra Mulher

Projeto exige laudo psicológico para soltura de agressor de mulheres

10 outubro 2019 - 11h30Por Agência Brasil

A revogação da prisão preventiva de agressor de mulheres deverá, obrigatoriamente, ter um laudo psicológico. É o que prevê o PLS 423/2018, da senadora Kátia Abreu, aprovado em caráter terminativo nesta quarta-feira (9) pela Comissão e Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Se não houver recurso para apreciação do plenário da Casa, a proposta segue para análise da Câmara dos Deputados.

O texto altera a Lei Maria da Penha (Lei 11.340, de 2006) para também exigir o laudo para a liberação do agressor preso em flagrante, independentemente de o juiz ter fixado o pagamento de fiança. A avaliação psicológica deve estimar a possibilidade de reincidência do acusado na prática de agressão contra mulheres.

O relator da proposta, senador Otto Alencar (PSD-BA), ao defender a medida, disse que a revogação da prisão não deve funcionar como um salvo-conduto para a prática de novos crimes. “A agressão contra a mulher é um absurdo, e a covardia sempre vem com recidiva, e o agressor volta a incidir no erro. Para inibir esse ato covarde, nada melhor que fazer o laudo para verificar o grau de probabilidade de o agressor cometer esses atos que devem ser punidos com o rigor da lei”, disse Otto.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com dedicação e perseverança, reeducandas da capital aprendem a customizar calçados
Nascidos em setembro podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje
Governo do Estado divulga decreto com regras para o Bolsa-Atleta e Bolsa-Técnico
Covid-19: governo lança campanha publicitária de vacinação
Militantes organizam segunda carretada do 'Fora Bolsonaro' em Campo Grande
Variante britânica do novo coronavírus é detectada em 60 países
Fora do grupo de risco, fotógrafo da prefeitura aparece em vacinação e gera polêmica em PE
Ladrão que trocou tiros com a polícia em perseguição no Jardim Canguru morre em hospital
Vacinação começa em Aquidauana e técnica de enfermagem se emociona: 'muito feliz'
Sumiu: homem estaciona moto em frente ao bar e percebe sumiço 3h depois