Menu
Busca domingo, 24 de janeiro de 2021
(67) 99820-0742

5 ruas e avenidas da Capital que estão promovendo opções para comer bem

01 fevereiro 2017 - 12h33

O campo-grandense realmente percebeu que comer bem pode ser algo constante em sua postura como consumidor e notou que, muitas vezes, sair do bairro para isso não é uma opção. Quando a Avenida Bom Pastor foi considerada oficialmente um Corredor Gastronômico, abriu um precedente super bacana para que outras ruas e avenidas não tão centrais assim pudessem ganhar o mesmo título. 

Pensando nisso, elaboramos uma lista com 5 ruas e avenidas que estão promovendo gastronomia, interação, opções interessantes para quem busca uma refeição local, entre outras facilidades.

Confira. 

Av. Bom Pastor

A Avenida Bom Pastor sem nenhuma dúvida é o primeiro e mais rico corredor gastronômico de Campo Grande, inclusive aprovada sob esse título pela Câmara Municipal em 2014. Por lá, principalmente no trecho mais próximo da Av. Zahran, é intensa a concentração de lanchonetes, pizzaria, rodízio de bifes e de salgadinhos, sushi, food park cheio de trucks (o Manga Food Park) sobá e espetinho, comida oriental e tantas outras delícias. Sempre movimentado, estacionar no local é difícil, mas isso não impede que o fluxo de consumidores seja extremamente intenso. Destaque para as comidas étnicas e hambúrgueres gourmet.  

Rua da Divisão 

Bem longe da região central de Campo Grande, a Rua da Divisão é a opção em conta e próxima para quem vive nos bairros Aero Rancho, Guanandi e Parati. De noite, a rua se enche de comensais e pessoas interessadas em um quitute diferente - tem até barca de lanche com batata frita. Espetinhos, porções e sobá são encontrados pelos clientes, que dizem adorar tanto o público quanto as opções. 

Av. Três Barras

A Avenida Três Barras ainda engatinha na questão de atrações gastronômicas para os campo-grandenses, mas o potencial é claro. Ao lado da rotatória que dá acesso aos bairros Rita Vieira, Itamaracá e Tiradentes, uma galeria gigantesca concentra espetinhos, conveniências, tabacaria, trailers de lanches, e ali você encontra um espetinho completo por R$ 13, porção de batata frita na hora e lanche de ponta de costela. Do outro lado da rua está em construção mais um food park de contêiners, que deve ser inaugurado até o fim do ano. Promissor. 

 

Av. Nelly Martins (Prolongamento da Av. Via Parque)

De um lado o verde e a água que corta a cidade, e do outro lado da avenida, lanches, restaurantes de comida japonesa, espetinhos e muito mais. Embora mais "esparsos", o prolongamento da Av. Via Parque também possui algumas opções de comida, em locais onde outros comércios já foram montados. Quem gosta de hambúrguer e sushi encontra algumas casas por ali. 

Av. Júlio de Castilho 

Outra avenida ainda tímida, e com algumas dificuldades de estacionar, a Av. Júlio de Castilho ainda sim pode funcionar muito bem como corredor gastronômico. Quando nem era moda, por lá já havia lugar que entregava coxinha a um preço acessível. Pastel é outra pedida, em uma lanchonete sentido bairro. Espetinho, bifão, comida oriental, pizza e outras opções também são bem consumidas por ali. (Midiamax)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mesmo com vacina, Brasil registra 1.202 mortes por covid em 24 horas
Professor acusado de abusar de afilhada e irmã é preso em Aquidauana
Com presença de Pazuello, avião com 2 milhões de doses de vacina pousa em Guarulhos
Sobrevivente de chacina em 2017 é executado a tiros em Pedro Juan
Projeto de MS cria 'licença 1ª infância' para mães cuidarem dos filhos até 3 anos
Tempo quente e possibilidade de chuva marcam o sabadão em MS
Mulher descobre vídeo íntimo da filha no celular do marido e atira nele
Motoentregador morre após bater em caminhão
‘Fica calmo, cadê a chave do carro?’, diz bandido ao roubar veículo em Campo Grande
Mulher perde mais de R$ 3 mil em golpe do whatsapp clonado