Menu
Busca sábado, 05 de dezembro de 2020
(67) 99820-0742

Secretaria de Saúde confirma novo caso de leishmaniose em Ladário

03 março 2017 - 15h36

Através de nota oficial a Secretaria Municipal de Saúde confirmou nesta sexta feira, o segundo caso de leishmaniose registrado este ano em Ladário. Trata-se de uma criança de 2 anos, cujo sexo não foi divulgado. A criança reside no bairro Nova Aliança, na zona sul do município, e está internada para tratar a doença.

 O primeiro caso foi o de um menino, também de 2 anos de idade, registrado no final do mês de janeiro, morador do bairro Alta Floresta. Esta segunda ocorrência, foi diagnosticada no dia 27 de fevereiro, e hoje, os técnicos da Secretaria de Saúde já foram para o Nova Aliança, onde devem fazer uma investigação para definir como essa criança foi infectada.

O mais interessante, segundo a nota da Saúde, é que a criança já tinha sido tratada de leishmaniose em julho do ano passado e, na casa dela, não tem cachorros. O mais provável então é que ela tenha sido infectada por cães que ficam nas ruas ou por cachorros de vizinhos.

Para saber se há cães infectados na região será feito um inquérito canino em nove quadras ao redor da residência da criança. No Alta Floresta, foram detectados 70% de cães infectados pela leishmaniose, na quadra do menino que pegou a doença. Isso indica que, os moradores precisam trabalhar melhor a prevenção e, para isso, é necessário diminuir a população canina da cidade, hoje estimada em 5,3 mil animais.

O inquérito no Nova Aliança vai começar na segunda feira. Todas as casas, ao redor da residência onde o caso foi registrado, serão visitadas pelos agentes de endemia. Os cães terão o sangue coletado para o exame, cujo resultado sai na hora. O animal que tiver positivo para a doença será encaminhado para eutanásia no Núcleo de Controle de Zoonoses.   

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem morre em acidente entre dois veículos na MS-156
Boxeadora brasileira é suspeita de espancar marido até morte na Suíça
Operação investiga denúncias de violência contra idosos em MS
Empresário morre sem deixar testamento de herança de R$ 4,3 bilhões
Adolescente compra celular roubado de criança e acaba na delegacia
Ladrão se arrepende e devolve cabelos doados para crianças com câncer
Bebê de 11 meses engole prego em Três Lagoas
Preço médio do gás deve chegar a R$ 80 em Campo Grande após aumento de 5%
Justiça decide pela prisão de jovem que matou namorada para defender bebê
Preso por ataque a banco em Criciúma já tentou soltar Marcola da cadeia