Menu
Busca sexta, 15 de janeiro de 2021
(67) 99820-0742

Peruano e Boliviana são presos com 224 kg de droga que saíram de Ladário

18 julho 2016 - 16h16

Um Peruano e uma boliviana, que saíram de Ladário transportando 224 quilos de droga, foram detidos no Km 18 da BR-267, na cidade de Bataguassu, divisa com São Paulo.

Conforme as informações da Polícia Rodoviária Federal, que realizou a apreensão, os estrangeiros se mostraram nervosos durante a abordagem desenvolvida durante a Operação Olimpíadas 2016, onde entraram em contradição sobre o motivo da viagem.

A droga, que estava escondida em um fundo falso, do veículo Renault Master MBU, placas de São Paulo, conduzido pelo peruano de 27 anos, foi descoberta após os policiais acionarem cães farejadores, que acabaram direcionando para o porta-malas do carro.

O compartimento de bagagem havia sido preparado com um fundo falso e foi necessário a remoção de todo assoalho e bancos para ter acesso ao esconderijo onde foram encontrados 214 tabletes de cocaína, que após pesados totalizaram 224 quilos da droga.

Diante do flagrante, peruano então confessou que foi contratado para realizar o transporte da droga e receberia US$ 2.000,00 para levar o entorpecente de Ladário (MS) até São Paulo (SP). O casal foi encaminhado para a Delegacia de Bataguassu e se condenados podem pegar de 1 a 15 anos de prisão, por trafico internacional de drogas.

Fonte: Leonardo Cabral (colaboração) 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com 1.101 vagas, inscrição para vestibular UEMS 2021 vai até 24 de janeiro
Regime previdenciário foi tema de ação da PGE
Segunda etapa de pré-matrícula da REE se encerra nesta sexta
Há 21 anos, Michele amputou perna após acidente e precisou ressignificar sentido da vida
Bêbado recusa teste e ameaça policiais de morte em operação Lei Seca
Dupla que invadiu hotel, agrediu idoso e roubou R$ 10 mil é presa
Pega ladrão: bandido é espancado após roubar celular no Los Angeles
Mulher pega "empréstimo" e denuncia ameaças de agiota em Campo Grande
Grávida flagra traição e é espancada a pauladas pelo marido em MS
Caminhoneiros pedem reunião com Bolsonaro para evitar greve em fevereiro