Menu
Busca quinta, 25 de fevereiro de 2021
(67) 99820-0742

Mestrando da UFMS é preso com maconha e haxixe em laboratório

12 junho 2019 - 16h15Por Correio do Estado

Biólogo de 25 anos, mestrando na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) foi preso na tarde de ontem (11), por tráfico de drogas em frente a residência onde mora no bairro Monte Carlo, região norte de Campo Grande. Dentro da casa, a polícia encontrou em laboratório caseiro onde o estudante guardava a maconha e preparava porções de haxixe que aprendeu na internet.

De acordo com o delegado Hoffman D'ávilla da Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar), após denúncia anônima, investigadores foram até a residência e encontram o rapaz fumando um cigarro de maconha em frente de casa onde mora com a mãe.

Nos fundos do imóvel, dentro de um quarto foi encontrado liquidificador, vasilhas e embalagens para embalar a droga e 3 quilos de maconha. “Era um laboratório caseiro e simples, ele confessou que lá fabricava haxixe, mas negou que vendia a droga e oferecia aos colegas. No celular dele há elementos que praticava o tráfico de drogas”, disse.

Ainda segundo o delegado, atualmente são realizados dois flagrantes de tráfico de drogas por dia em Campo Grande.

O biólogo que não tinha antecedentes criminais foi preso e indiciado pelo crime de tráfico de drogas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Casal é morto em casa e na frente da filha de cinco anos
Aumento de nuvens provocam pancadas isoladas de chuva à tarde
Com estoque zerado, Hemosul convoca doadores de O negativo
Com quase 10% colhida e ajuste para menor na área, safra da soja deve ultrapassar 11,2 milhões de toneladas
Corumbá conta com novo método de prevenção à infecção pelo HIV
Bradesco atendeu 227 servidores no primeiro dia agendamento para abertura de contas
Prefeitura promove campanha “A alegria da pesca voltou a Corumbá”
Comissão Intergestores Bipartite da assistência social realiza primeira reunião do ano nesta quinta-feira
Turistas estrangeiros avaliam gastronomia sul-mato-grossense como a melhor do Brasil
MS terá conselho municipal de saúde animal visando evolução do status sanitário da Aftosa