Menu
Busca sexta, 22 de janeiro de 2021
(67) 99820-0742

Falso produtor prometia R$ 11 mil por vídeo pornô para ter sexo de graça

12 setembro 2019 - 08h10Por Campo Grande News

Uma jovem de 21 anos procurou a Polícia Civil, em Campo Grande, após ter sido enganada por um falso produtor de vídeos pornográficos. Ela foi convidada a fazer uma gravação em que receberia R$ 11,5 mil, mas o dinheiro nunca foi pago. Quando percebeu que se tratava de um golpe ela ainda foi ameaçada pelo suspeito de ter as imagens compartilhadas na internet. Outras duas mulheres também teriam caído no golpe.

 

Na tarde desta quarta-feira (11), ela foi até a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro e contou aos policiais ter recebido uma mensagem nas redes sociais de um produtor de vídeo, identificado apenas como Tiago, que a convidou para a gravar um filme pornô.

A proposta do falso produtor era pagar após assinatura do contrato. A jovem aceitou e foi até o endereço combinado, uma residência no Jardim Jockey Club, onde manteve relações sexuais com o suspeito. As imagens foram gravadas no aparelho celular do rapaz.

O suspeito entregou um pen drive para a jovem com a gravação do vídeo e indicou endereço na Avenida Eduardo Elias Zahran, afirmando ser o local onde ocorreria a assinatura do contrato. Quando chegou ao local, a vítima foi informada pelo porteiro que não havia nenhum contrato e que outras duas garotas haviam procurado a produtora relatando o mesmo caso.

Após perceber que tinha caído em um golpe, a jovem procurou o falso produtor e foi ameaçada por ele. Tiago teria dito que divulgaria o vídeo na internet em caso de registro de boletim de ocorrência.

O caso está sendo tratado como violação sexual mediante fraude.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Japão nega que Olimpíada deste ano será cancelada
Modi diz que Índia é autossuficiente em vacinas contra covid-19
Salariômetro: reajuste salarial ficou abaixo da inflação em dezembro
Prévia da Sondagem da Indústria tem recuo de 3,5 pontos
Estado Islâmico reivindica atentados suicidas em Bagdá
Cara de pau: ladrão simula pedido e anuncia assalto em lanchonete
'Esse macaco': Cliente se altera e comete ato racista contra vigilante em Campo Grande
PF combate lavagem de dinheiro no Distrito Federal e em Goiás
Nas redes sociais, influenciadora associa mau cheiro à pele negra e causa polêmica
Escolagov abre inscrições para curso inédito sobre web conferências