Menu
Busca quarta, 27 de janeiro de 2021
(67) 99820-0742
matricula 2

"Em depoimento, jovem confessa assassinato afirmando legitima defesa", diz delegado

27 junho 2016 - 15h41

A adolescente, de 17 anos, acusada de matar a jovem Nathália Helena Rondon do Amaral de Souza, de 18 anos, a golpes de facas, se apresentou no final da tarde deste domingo, 26 de junho, por volta das 16 horas, na 1° Delegacia de Polícia Civil de Corumbá. Na presença do pai, a acusada confessou ter assassinado a vítima, afirmando  em depoimento, ter agido em legitima defesa.

De acordo com o delegado titular da Polícia Civil, Pablo Gabriel Farias da Silva, ainda em depoimento, a jovem havia relatado que estava em casa, pouco antes do ocorrido, quando Nathália a chamou para uma “conversa”.

“Ela disse que estava lavando louça, quando a vítima foi e a chamou para tomar satisfação, por conta do envolvimento com um rapaz, o qual também ela tinha tido um suposto namoro. Logo em seguida, a Nathália começou a agredi-la, e para se defender pegou uma faca e desferiu os golpes”, contou o delegado.

Ainda conforme ele, ao Corumbá Agora, informou que no momento da ação, a mãe e uma irmã da acusada chegavam ao local, “ao perceber a presença delas, a adolescente se mostrou agressiva e tentou desferir golpes de facas nas duas, porém a irmã conseguiu impedir a ação, momento este o qual fugiu, sendo que a Nathália já estava morta”, falou.

Seguindo o depoimento, a adolescente negou essa versão, que foi contada pela mãe e irmã dela. Já a Nathália, também tinha registros policiais por lesão e roubo.

Próximo passo

Após ser ouvida em depoimento, a acusada, que estava com a mão lesionada por conta do crime cometido, foi liberada por não estar em situação de flagrante, sendo que a partir de agora ela fica sobre investigação DAIJI (Delegacia de Atendimento à Infância, Juventude e Idoso).

O caso e revolta

O caso teria acontecido na última sexta-feira, 24 de junho, na escadinha que dá acesso à avenida General Rondon, próximo a 18ª Brigada de Corumbá, onde fica localizada a casa da acusada, que desferiu 40 golpes de faca na vítima, que era ladaresnse. As duas se conheciam após “baladas”.

Em Corumbá e Ladário, nas redes sociais, a população se comoveu com o crime, prestando solidariedade à família da vítima, por meio de mensagens. Ainda, algumas pessoas postaram que a vítima estava comemorando o crime com mensagens. “Noiix ee ceerto peelo o errado eee fuzilado keeimado eee esfakiado”, diz uma delas em resposta a um internauta. Na pagina oficial dela, também consta a seguinte mensagem em seu perfil- “Faculdade do crime”.

Nathália Helena Rondon do Amaral de Souza foi enterrada no Cemitério de Ladário.

 

Fonte: Leonardo Cabral (colaboração)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Funcionários de frigorífico são levados para hospital após vazamento de amônia
TCU conclui ser ilegal usar dinheiro do SUS para compra de cloroquina
Mesmo com pandemia, MS bate média recorde com 21 novas empresas abertas por dia
Quarta-feira de ar quente e úmido e previsão de pancadas de chuva
Trio é flagrado com maconha e acaba preso por tráfico no Aero Rancho
Passageiro é flagrado com malas recheadas com dólares e acaba preso em Campo Grande
Idosa de 117 anos é vacinada contra covid no Ceará
MS estuda cancelar ponto facultativo de Carnaval para evitar avanço da Covid
Período de inscrições para cursos do Pronatec segue aberto até 31 de janeiro
Com mineradoras, prefeito discute segurança do tráfego na rodovia BR-262