Menu
Busca quarta, 27 de janeiro de 2021
(67) 99820-0742
matricula 2

Diretores de presídios são presos e Agepen afirma que vai investigá-los

23 janeiro 2017 - 17h58

Os diretores dos presídios de regime fechado e aberto de Corumbá, Ricardo Lima Nascimento e Douglas Novaes Vila, estão entre os presos nesta segunda-feira (23) durante a operação Xadrez. a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) de Mato Grosso do Sul abrirá sindicância para apurar o caso.

Coordenada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), a ação é resultado de uma investigação por tráfico de drogas, associação para o tráfico, corrupção, peculato e falsidade documental no município localizado a 419 quilômetros de Campo Grande.

Ao todo foram cumpridos 12 mandados de busca e apreensão, um de condução coercitiva e nove de prisão temporária, cujos alvos também abrangeram detentos dos regimes aberto e fechado suspeitos de envolvimento com o esquema fraudulento.

Também receberam mandados de prisão temporária comerciantes da cidade que possuem vínculo de parentesco com os condenados e que fazem parte da associação criminosa.

Um dos locais visitados pelo Gaeco foi a clínica de fisioterapia do vereador Yussef El Salla (PDT), que está na sede do MPE corumbaense prestando depoimento. Ele é investigado por fornecer atestados médicos falsos a detentos e civis, segundo informações extraoficiais.

Em nota, a Agepen informou que a procuradoria jurídica do órgão está acompanhando a operação e os desdobramentos das investigações, tendo instaurado processo administrativo para apurar as condutas dos gestores e suas responsabilidades. Além disso, diretores interinos para as unidades estão sendo providenciados.

A agência informou que zela, junto com a Sejusp (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública), pela transparência nas instituições a elas vinculadas e "veem com bons olhos toda ação, de qualquer instituição, que objetive apurar e combater quaisquer tipos de crimes, irregularidades e atos de corrupção que possam existir em suas unidades". (campo Grande News)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Período de inscrições para cursos do Pronatec segue aberto até 31 de janeiro
Com mineradoras, prefeito discute segurança do tráfego na rodovia BR-262
Terça-feira de tempo claro, calor e pancadas de chuva à tarde
Corumbá recebe novo lote com 970 doses da vacina contra Covid-19
Onça solta no Pantanal já se alimentou e até atravessou o Rio Paraguai a nado
Agepan realiza Consulta Pública sobre Tarifa de Pedágio na MS-306
Terceiro lote de vacina contra a Covid-19 chega a MS
Rede Hemosul permite que moradores do interior também ajudem a salvar vi
Janeiro registra mais de 460 óbitos por coronavírus e já é o 3º pior mês da pandemia
Presidente da Assembleia assina pedido para assumir Governo até dia 30