Menu
Busca segunda, 01 de março de 2021
(67) 99820-0742

Agressor de Bolsonaro tem transtorno e continuará em Campo Grande, decide juiz

28 maio 2019 - 11h15Por MidiaMax

Bruno Savino, juiz federal da 3ª Vara da Justiça Federal de Juiz de Fora (MG), chegou à conclusão de que Adélio Bispo de Oliveira, autor da facada em Jair Bolsonaro, tem “Transtorno Delirante Persistente”. Com isso, o agressor do presidente será mantido no Presídio Federal de Campo Grande.

Ele se baseou em pareceres médicos divulgados pela defesa de Bispo e de peritos escolhidos pela acusação. As informações são do O Globo.

Essa situação torna inimputável o homem que desferiu a facada no presidente, o que quer dizer que ele não pode ser punido criminalmente. Em caso de condenação, Bispo cumprirá pena em manicômio judiciário e não em prisão.

Presídio Federal

O juiz decidiu, ainda, pela manutenção de Bispo no Presídio Federal de Campo Grande até o julgamento da ação penal. O psiquiatra da defesa declarou que o estabelecimento tem condições adequadas para a realização do tratamento necessário para a doença.  Os médicos, assim como os peritos oficiais e assistentes técnicos das partes concluíram que Bispo é portador de Transtorno Delirante Persistente. A própria psiquiatra escolhida pelos advogados de Jair Bolsonaro concordou com o diagnóstico.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Último dia de fevereiro será de 'fritar
Ex-ministros da Saúde recomendam lockdown para evitar colapso no Brasil
Prefeita de Bella Vista é baleada na frente de casa
Homem capota carro, rasga uniforme de bombeiro e acaba preso em Campo Grande
Bêbado tenta furar bloqueio policial com carro recheado de bebidas no Monte Castelo
Homem é morto após discussão em bar de Ribas do Rio Pardo
Tempo firme, chuvas isoladas e máxima de 35ºC em MS
Tarifa da conta de energia segue bandeira amarela para março
Mãe é empurrada pelo filho após discutir com nora em Campo Grande
Festa com bebida, som alto e gritaria é encerrada no Jardim Tarumã