Menu
Busca sábado, 05 de dezembro de 2020
(67) 99820-0742

Taxa de esgoto vai cair para 50% em Ladário, garante presidente da Sanesul

26 janeiro 2017 - 15h25

O valor cobrado pela taxa de esgoto, hoje em 70% do total do consumo de água, vai cair para 50%. É o que garantiu o Diretor Presidente da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul), Luiz Rocha. Ele esteve em visita à cidade de Ladário, ao lado da governadora em exercício, Rose Modesto.

A declaração de Rocha foi feita durante visita às obras da Estação de Tratamento de Água (ETA), na rua Pedro II, com a Fernandes Vieira. "Vai cair agora com a renovação do contrato de concessão", afirmou o presidente, garantindo que outros tipos de investimentos serão feitos pela empresa para suprir todas as necessidades dos ladarenses.

"Essa obra nós vamos entregar ainda no primeiro semestre. Ela vem em passos lentos, mas será concluída até meados do semestre", disse Luiz Rocha, sobre a ETA-Ladário. A obra é uma parceria entre a Fundação Nacional de Saúde e o Governo do Estado que, através da Sanesul, está direcionando R$ 1,3 milhão para a construção da estação.

"Apesar dela, será necessário fazer uma estação elevatória na parte alta da cidade, o que daremos início o mais brevemente possível", anunciou. Para ele, essa estação vai por fim ao problema de pequenas interrupções no abastecimento de água da cidade.

O prefeito Carlos Ruso, que acompanhou as autoridades estaduais na visita, aproveitou para cobrar mais empenho no que diz respeito às obras que vêm sendo realizadas em Ladário. "Principalmente a rede de esgotamento sanitário. Acreditamos que, com a parceria da Sanesul e do Governo, essas obras serão finalizadas o quanto antes e ai poderemos dar início ao nosso plano de recuperação asfáltica da cidade", disse ele.

A Sanesul é uma empresa que pertence ao Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e que detém a concessão dos serviços de água e esgoto em várias cidades do Estado. Ela é responsável pela captação, tratamento e fornecimento de água, e também pelo esgotamento sanitário em Corumbá e Ladário. (Assessoria de Comunicação - PML)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem morre em acidente entre dois veículos na MS-156
Boxeadora brasileira é suspeita de espancar marido até morte na Suíça
Operação investiga denúncias de violência contra idosos em MS
Empresário morre sem deixar testamento de herança de R$ 4,3 bilhões
Adolescente compra celular roubado de criança e acaba na delegacia
Ladrão se arrepende e devolve cabelos doados para crianças com câncer
Bebê de 11 meses engole prego em Três Lagoas
Preço médio do gás deve chegar a R$ 80 em Campo Grande após aumento de 5%
Justiça decide pela prisão de jovem que matou namorada para defender bebê
Preso por ataque a banco em Criciúma já tentou soltar Marcola da cadeia