Menu
Busca quinta, 25 de fevereiro de 2021
(67) 99820-0742

Operadoras ignoram bloqueio e são notificadas por abuso de telemarketing

04 junho 2019 - 14h00Por Campo Grande News

Mesmo com o bloqueio de ligações, a Vivo, a Claro e a Tim voltaram a ser notificadas pelo Procon-MS (Superintendência para Orientação Defesa do Consumidor) por excesso de telemarketing. O órgão de defesa notificou as operadoras de telefonia após receber reclamações de consumidores. Em um dos casos, segundo o Procon, um consumidor chegou a receber oito ligações somente em um dia.

O número de pedidos de bloqueio de telemarketing recebido pelo órgão também aponta o excesso de ligações das operadoras. Em dois dias, o órgão recebeu 15 pedidos de bloqueio de ligações da Vivo, operadora que lidera as reclamações. No dia 19 de maio, foram registrados cinco pedido e no dia 20 de maio, as reclamações chegaram a 10.

Já a Claro, que já havia sido notifica, soma cinco pedidos de bloqueio nos dias 23 e 28 de maio. A operadora também foi notificada pelo excesso de ligações. Segundo o Procon, um consumidor recebeu quatro ligações no dia 21 de maio e outra no dia 28.

De acordo com o Procon, a Tim também foi alvo de reclamações dos consumidores. O órgão registrou duas denúncias no dia 23 de maio.

“À medida que o cidadão toma conhecimento da possibilidade de denunciar, passa procurar seus direitos. O Código de Defesa do Consumidor reconhece a vulnerabilidade do consumidor de boa fé e estabelece que este não é obrigado a tolerar abordagens realizadas por empesas de telemarketing ou outros estabelecimentos por meio de contatos telefônicos”, explica o superintendente do Procon, Marcelo Salomão.

Bloqueio - O pedido de bloqueio de ligações está previsto no Código de Defesa do Consumidor e na Lei Estadual 3.641/09, que criou o “cadastro para bloqueio de do recebimento de ligações de telemarketing”. O cadastro tem por objetivo de impedir que as empresas de telemarketing ou estabelecimentos façam ligações telefônicas não autorizadas para os usuários inscritos.

O usuário que receber ligações após os 30 dias da data do ingresso no Cadastro deverá registrar ocorrência, no Procon, informando o dia, horário, nome do atendente e da empresa prestadora do serviço, a fim de que sejam tomadas as medidas cabíveis.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mais de 1,2 mil privados de liberdade realizam o Enem Prisional nesta semana em MS
Sede do Detran-MS passará por reforma a partir desta terça-feira
Sedhast lança Resolução de programa que concede benefício social para acadêmico indígena
Quarta-feira de tempo claro e máxima de 37°C no Estado
Para reforçar campanha de imunização contra a Covid, Ministério da Saúde envia 300 mil agulhas e seringas à MS
Comissão de Educação defende retorno das aulas presenciais em MS só depois da vacina
Semagro firma convênio com a Caixa para orientar agricultores na contratação do Pronaf
Frente Fora Bolsonaro admite divergências, mas reforça crescimento do movimento em MS
Professor denuncia contágio de educadores em reuniões e reforça risco de volta às aulas em MS
Vereador cobra pista de caminhada no Jardim Imá