Menu
Busca quinta, 25 de fevereiro de 2021
(67) 99820-0742
Fátima do Sul

Empresário é multado em R$ 20 mil por extração ilegal de aterro e cascalho

09 junho 2019 - 09h30Por Assessoria PMA

Uma empresa, que já havia recebido o embargo por extração de cascalho e aterro ilegalmente, foi notificada plea segunda vez e teve três caminhões apreendidos. O flagrante ocorreu no início do final de semana, após a equipe da Policia Militar do tático do Batalhão de Fátima do Sul receber uma denúncia de disparos na região da empresa.

Segundo informações da PM, os veículos também estavam sem nota fiscal. Para realizar os procedimentos administrativos, a Polícia Militar Ambiental de Dourados foi acionada e uma equipe foi à Fátima do Sul e apreendeu administrativamente os caminhões de cascalho. 

O empresário de 42 anos, residente no centro de Fátima do Sul, foi autuado administrativamente e multado em R$ 20 mil. Ele também responderá por crime ambiental por colocar em funcionamento uma atividade potencialmente poluidora em desacordo com a autorização ambiental.

A pena é de três a seis meses de detenção. Ele foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

SEGUNDA VEZ

Durante fiscalização ambiental no município de Fátima do Sul, no mês passado, Policiais Militares Ambientais de Dourados já haviam realizado o embargo da empresa.

O empresário foi notificado a legalizar a atividade de mineração junto ao Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) e o laudo de constatação e o termo de embargo efetuados tinham sido enviados para aquele órgão ambiental para o procedimento da multa ambiental.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mais de 1,2 mil privados de liberdade realizam o Enem Prisional nesta semana em MS
Sede do Detran-MS passará por reforma a partir desta terça-feira
Sedhast lança Resolução de programa que concede benefício social para acadêmico indígena
Quarta-feira de tempo claro e máxima de 37°C no Estado
Para reforçar campanha de imunização contra a Covid, Ministério da Saúde envia 300 mil agulhas e seringas à MS
Comissão de Educação defende retorno das aulas presenciais em MS só depois da vacina
Semagro firma convênio com a Caixa para orientar agricultores na contratação do Pronaf
Frente Fora Bolsonaro admite divergências, mas reforça crescimento do movimento em MS
Professor denuncia contágio de educadores em reuniões e reforça risco de volta às aulas em MS
Vereador cobra pista de caminhada no Jardim Imá