Menu
Busca sábado, 23 de janeiro de 2021
(67) 99820-0742

Crime na fronteira: Integrantes do PCC são presos e investigados pela morte de narcotraficante

22 junho 2016 - 15h13

Em meio a suspeita de que o assassinato do narcotraficante Jorge Rafaat Toumani estaria ligado ao interesse do Primeiro Comando da Capital (PCC) em monopolizar o tráfico de drogas na fronteira, três homens que seriam da organização criminosa foram presos e a polícia investiga se tiveram envolvimento na execução.

Rafaat foi morto a tiros, em emboscada que aconteceu na noite de quinta-feira (15), em Pedro Juan Caballero. Os suspeitos de integrarem a facção foram presos na mesma cidade paraguaia, anteontem (20), e identificados como Cristian Souza Do Nascimento (34), Luciano Ibarra (39) e Jackson Da Silva (35), conforme divulgação do site ABC Color. O trio ocupava Siena, com placas de Campo Grande, quando foi abordado em operação policial.

De acordo com as informações da Polícia Federal do Brasil, os três presos têm importantes relações no Paraguai e seriam parte do grupo criminoso Primeiro Comando da Capital (PCC).

Desde a morte do poderoso líder do tráfico, é tenso o clima na região da fronteira brasileira com o país - maior produtor da maconha. Na mesma semana da execução de Rafaat, comércios dele foram incendiados, tiroteio tomou conta da região e três pessoas foram assassinadas.

Fonte: Correio do Estado 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Professor acusado de abusar de afilhada e irmã é preso em Aquidauana
Com presença de Pazuello, avião com 2 milhões de doses de vacina pousa em Guarulhos
Sobrevivente de chacina em 2017 é executado a tiros em Pedro Juan
Projeto de MS cria 'licença 1ª infância' para mães cuidarem dos filhos até 3 anos
Tempo quente e possibilidade de chuva marcam o sabadão em MS
Mulher descobre vídeo íntimo da filha no celular do marido e atira nele
Motoentregador morre após bater em caminhão
‘Fica calmo, cadê a chave do carro?’, diz bandido ao roubar veículo em Campo Grande
Mulher perde mais de R$ 3 mil em golpe do whatsapp clonado
Japão nega que Olimpíada deste ano será cancelada