Menu
Busca sexta, 04 de dezembro de 2020
(67) 99820-0742

Começa asfaltamento da Riachuelo – É o fim dos transtornos para moradores e comerciantes da região

05 abril 2017 - 13h41Por Assessoria de Comunicação PML

Depois de vários meses de transtornos provocados por buracos, lama e poeira, enfim a Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) começou a asfaltar a Rua Riachuelo, no trecho que dá acesso ao Seac. Desde o início da gestão o prefeito Carlos Ruso procurou a diretoria e engenheiros da empresa para por fim a esse problema que, entre outras coisas, causava transtornos para os comerciantes do local que tinham que conviver com a sujeira em meio à venda de alimentos.

“A partir da agora o conceito no local muda e poderá haver novos investimentos ajudando assim no desenvolvimento de Ladário”, disse o prefeito Carlos Ruso. Segundo ele, o Estado tem que dar condições para que o cidadão possa edificar seus empreendimentos, “e isso vem acontecendo em Ladário. Onde nós podemos nós estamos atuando, mesmo que não seja de nossa responsabilidade, que seja de outro órgão, nós vamos até lá e cobramos providências”, disse o prefeito.

No início do ano, Ruso recebeu em Ladário o diretor presidente da Sanesul, Luiz Rocha que fez uma visita às obras da empresa no município, entre elas, a nova estação de tratamento de água. Ruso cobrou dele a conclusão da ETE, da Riachuelo e a implantação de um reservatório de água no Nova Aliança, este último, que deve por fim ao problema da falta de água na parte alta da cidade.

“Já estamos recebendo o retorno para esses pedidos e com certeza, teremos novas respostas o mais rápido possível”, disse Ruso que está procurando parcerias dentro do Governo do Estado para a execução de obras em Ladário. O município, de 22 mil habitantes, tem uma arrecadação pequena e ainda prejudicada pela crise financeira brasileira, por isso, precisa de obras governamentais para dar infraestrutura ao povo.

Os detalhes da obra não foram repassados ainda pela Sanesul, mas sabe-se que foi feito o conserto de uma tubulação antiga de esgotamento sanitário. O local também teria recebido obras de drenagem de águas pluviais para evitar acúmulo de água de chuvas. Serão asfaltadas quatro quadras que tiveram o antigo pavimento retirado por causa das escavações.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Japão pode proibir veículos a gasolina em meados da década de 2030
Acordo estabelece ações de defesa para o consumidor com deficiência
Caixa paga terça-feira abono de declarações da Rais fora do prazo
PIB cresce 7,7% do segundo para o terceiro trimestre, diz IBGE
PF prende sete investigados da Operação Overload
PRF apreende 104,8 Kg de cloridrato e pasta base de cocaína em Campo Grande (MS)
Operação Residence desarticula traficantes de drogas na Paraíba
Corinthians fica no 0 a 0 com o Fortaleza no Castelão
Nota MS Premida distribui R$ 3 milhões em prêmios; Dinheiro esquecido vai para habitação
Fátima Bernardes revela que está com câncer no útero