Menu
Busca terça, 02 de março de 2021
(67) 99820-0742
Brasileirão

Corinthians vence São Paulo e avança no Brasileiro

27 maio 2019 - 11h00Por R7

O Corinthians não deu brechas para o São Paulo e venceu o rival neste domingo (26), por 1 a 0, na Arena Corinthians, resultado que colocou o time dirigido por Fábio Carille no G-4 do Campeonato Brasileiro, em terceiro lugar, com 11 pontos e sete gols marcados.

A vitória manteve o tabu do São Paulo não conseguir vencer o adversário em Itaquera. Agora são 12 jogos sem resultado positivo, com 10 derrotas e dois empates.

No jogo, válido pela sexta rodada, o Corinthians foi superior e, mais uma vez, soube encontrar o caminho do gol, mesmo mantendo a preocupação com a marcação. Pedrinho e Junior Urso foram destaques, nesta terceira vitória consecutiva, a segunda pelo Brasileiro. O time também está há três jogos sem levar gol.

Eles atuaram de forma dinâmica e abriram espaços no meio-campo são-paulino, fazendo a bola chegar com mais facilidade a Vágner Love.

O São Paulo, que perdeu pela primeira vez neste Brasileiro, abusou das jogadas pelo meio e, sem força ofensiva, não conseguiu reagir, ficando para trás dentro do G-4 (caiu de terceiro para quarto). Atualmente, também está com 11 pontos, com menos gols marcados.

O jogo

Em pouco tempo de jogo o Corinthians conseguiu desconstruir todo o esquema de Cuca. A intenção do treinador são-paulino era pressionar desde o início. De fato, o time do Morumbi começou tocando a bola na intermediária.

Mas bastou a primeira troca de passes do Corinthians para que brechas na marcação surgissem. Principalmente pelas laterais.

Foi assim que Fágner avançou, cruzou, pegou o rebote e serviu Pedrinho que fez sua jogada característica: chutar de forma seca, de fora da área, em um lance que costuma ser mortal. E foi, ainda mais após desvio da zaga: Corinthians 1 a 0.

A desvantagem deixou o São Paulo mais intranquilo, fazendo a equipe insistir em jogadas pelo meio. Bem postado, o Corinthians recuperava a bola e acelerava aos jogadas pelo lado, ora com Fágner, ora com Pedrinho e até com Vagner Love que, aos 26, desarma Arboleda e só não conclui livre porque adiantou demais a bola.

O Corinthians ainda ameaçou com chutes de longa distância (Ralf, aos 31) e cabeçadas em bolas paradas (Manoel, aos 33). Junior Urso, que controlou seu setor, avançava com perigo e ameaçou a meta de Tiago Volpi com dois chutes perigosos.

O São Paulo também era surpreendido pelo recuo de Clayson, que ajudou na marcação pela esquerda. Isso fez a defesa do Tricolor ficar confusa sobre quem marcar pelo setor em que Clayson costuma avançar.

No segundo tempo, o São Paulo entrou com Pato mais aberto, tentando prender os avanços de Fagner. Mas o Corinthians respondeu com Clayson jogando mais avançado, criando jogadas perigosas pelo lado esquerdo. O Corinthians continuou com o domínio do jogo.

 
Publicidade
Fechar anúncio

Cuca, então, colocou Hernanes no lugar de Everton, muito marcado, para dar mais volume ao meio e auxiliar Vitor Bueno, também perdido entre marcadores, na armação.

O Corinthians, porém, continuou ditando o ritmo, já que encontrava espaços pelos lados do campo. Tocando bola, colocava o adversário na "roda", em belas sequências de passes, principalmente em tabelas entre Fagner, em grande dia, e Pedrinho, que teve sua melhor atuação no Corinthians. 

Isso, um dia antes dele se apresentar à seleção olímpica ao lado de Mateus Vital (que entrou na etapa final) e Antony, que teve atuação apagada. Faltou ao Corinthians, no entanto, mais ousadia para marcar o segundo gol.

O time parecia estar convicto de que a vitória era uma questão de tempo. Como foi, apesar de o São Paulo ter criado perigo no final.

Na próxima rodada, o Corinthians recebe o Goiás, com data ainda indefinida. Já o São Paulo enfrenta o Cruzeiro, no domingo (2), no Pacaembu, às 16h.

Na quarta (29), o São Paulo enfrenta o Bahia, em Salvador, precisando ganhar por dois gols de diferença para se classificar diretamente para as quartas da Copa do Brasil.

Na quinta (30), o Corinthians define uma vaga para a próxima fase da Sul-Americana jogando contra o Deportivo Lara, na Venezuela, podendo perder por um gol de diferença.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bebê morre duas semanas após testar positivo para a Covid-19
Rosa Weber determina que governo federal reative leitos de UTI para Covid-19 em três estados
Segunda-feira será quente, com pancadas de chuva
Ciúmes é motivo de briga entre vizinhas que acaba com uma ferida na Vila Aimoré
Operação acaba com rave no meio da pandemia em Campo Grande
Rapaz agride jardineiro com cutelo
Drogado surta, quebra móveis e ameaça bater na mulher
Motorista é perseguido por 7 motociclistas no centro de Campo Grande
Salário de servidores estaduais estará disponível para saque nesta terça-feira
Pai é preso suspeito de engravidar filha de 14 anos em Dourados