Menu
Busca segunda, 18 de janeiro de 2021
(67) 99820-0742

Programa Proteger é Preciso, realizado pelo Moinho e Vale celebra onze anos de transformações no Pantanal

09 setembro 2016 - 15h36

O Programa Proteger é Preciso, forte mecanismo para o combate à exploração sexual de crianças e adolescentes em Corumbá e Ladário, reforça neste ano os laços de amizade e onze anos de parceria entre a Vale e o Instituto Moinho Cultural Sul-Americano. E para comemorar esta importante ligação, beneficiários do Moinho e funcionários da Vale distribuíram entre a população ladarense mudas de plantas e cataventos, na avenida 14 de Março, durante os festejos dos 238 anos de fundação de Ladário. Os cataventos traziam a inscrição “Vale e Moinho, 11 anos de parceria”.

No desfile comemorativo do aniversário de Ladário, neste dia 2 de setembro, na avenida 14 de Março, alunos da Escola Municipal João Baptista se apresentaram com o banner do Programa Proteger é Preciso. A escola foi uma das unidades da rede pública contempladas com o programa.

A ação em Ladário ganhou mais relevância porque também comemorava os 40 anos da chegada da Vale ao Centro-Oeste, fato que deu novos rumos à mineração da região a partir de 1976. “O Programa Proteger é Preciso é muito importante porque trabalha com a defesa e a educação social e afetivo-sexual de crianças e adolescentes, principalmente aquelas mais vulneráveis”, destacou o gerente de Operações e Relações Instituições da Vale no Centro-Oeste, Olemar Tibães Junior.

Em Corumbá e Ladário, a Vale patrocina 100% do Programa Proteger é Preciso, que já levou palestras, vídeos-documentários e rodas de conversa a 20 escolas da rede pública dos dois municípios. “Investimos mais de 300 mil reais no programa no qual o executor é o Moinho Cultural, um grande parceiro, que a gente já conhece pelo trabalho com responsabilidade e sensibilidade social”, enfatizou Olemar.

A parceria de onze anos com o Moinho também foi destacada pelo gerente de Operações e Relações Institucionais da Vale. “Nesses onze anos de parceria a Vale já investiu mais de 10 milhões de reais no projeto (do Moinho), e é hoje sua grande patrocinadora, o que nos dá muito orgulho, porque é uma forma de realizar e executar nossa visão e missão empresarial, de bom relacionamento, de estar próxima à comunidade”, afirmou.

Mônica Macedo, coordenadora de projetos do Moinho, mencionou a relevância da parceria com a Vale. “Mais que uma parceria, é um amparo”, afirmou. “Durante muitos anos a Vale foi a única parceria, que realmente é sólida, consolidou-se nesses onze anos, muitos resultados já foram colhidos e muitas transformações de vida realizadas”, acrescentou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

"A luz da ciência chegando via Butantan e Fiocruz!", diz Mandetta nas redes sociais
Denúncia anônima pelo 181 da PM ajuda no combate de crimes
Enfermeira que tomou 1ª dose de vacina no Brasil pede para população não ter medo
Empreendedora de turismo investe na agricultura familiar e resolve divulgar produção no Manucã
Mato Grosso do Sul recebe 97 mil doses de vacina contra Covid-19
Povo das Águas atende ribeirinhos da parte alta do rio Paraguai a partir do dia 19
Em depressão, mulher enforca filha de três anos até a morte e se mata
Após aprovação pela Anvisa, Corumbá aguarda a chegada das doses da vacina contra a Covid-19
Coronavac chega às 10h em Campo Grande com reforço: são 158.766 doses
Jovem de 21 anos é assassinado a tiros em Corumbá