Menu
Busca domingo, 17 de janeiro de 2021
(67) 99820-0742

Moinho conclui curso de inverno com participação de bailarinos de MS

25 julho 2016 - 15h04

Uma coreografia que mostra um pouco da rotina da escola de artes Moinho Cultural Sul-Americano e trechos do clássico Lago dos Cisnes foram apresentados como conclusão do curso de férias Moinho In Dança que aconteceu entre os dias 18 a 22 de julho com a participação de bailarinos de Aquidauana, Anastácio, Bonito, São Paulo e Corumbá.

Na plateia, representantes da Prefeitura Municipal de Corumbá, uma das instituições parceiras do Moinho. A vice-prefeita, Márcia Rolon; a primeira-dama e diretora-presidente da Fundação de Desenvolvimento Urano e Patrimônio Histórico, Maria Clara Scardini; e o diretor-presidente da Fundação de Cultura, Joílson Cruz, também ajudaram a entregar os certificados para cerca de 50 participantes do curso.

As aulas foram ministradas pelos professores Rolando Candia e Mayda Rivero, ambos instrutores de dança do Moinho, e que trazem em sua bagagem profissional a técnica cubana de balé.

“Como trabalhamos com pessoas com um nível intermediário para avançado do balé, firmamos nesse período no aprimoramento da técnica. O que percebemos foi o entusiasmo de todos, a vontade em aprender”, comentou o mestre Candia.

Aprimoramento

A bailarina e professora de dança, Mayara Martins, veio de Aquidauana com outras três alunas e saiu bastante satisfeita depois do período intensivo de ensinamentos. “O trabalho dos maestros é incrível, bem peculiar. Faço muito curso pelo Brasil, mas para mim como professora, estou honrada de poder aprender com pessoas que já foram formadas em referências para o mundo da dança. É uma tradição que trazida para o interior de Mato Grosso do Sul, Corumbá tem que ficar muitos honrados e felizes”, disse.

Coordenador do Moinho Cultural, José Roberto dos Santos, explicou que a intenção é promover mais cursos como o de inverno e também atrair jovens bailarinos para a formação de uma companhia jovem de balé no Moinho a exemplo do que já aconteceu com Jonathan Bento dos Anjos.

“Eu cheguei aqui pensando que fosse uma escola comum, mas a estrutura é grande e todos trabalham de forma a cooperar e fazer o melhor. Vou continuar a pegar firme para crescer muito aqui dentro do Moinho com os instrutores”, afirmou o jovem que veio da cidade de Ourinhos, no interior de São Paulo e que acabou de adotar Corumbá como cidade para seu crescimento profissional. 

 

Fonte: ASCOM PMC

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com estoque crítico, Hemosul convoca doadores de O- e outros tipos sanguíneos
Edição extra do Diário Oficial traz editais do processo seletivo para contratação de médico plantonista
Governador disse que há comoção mundial com Amazônia, mas só Venezuela propôs ajuda
Vídeo: militar do Choque salva bebê de dez dias engasgado
Mulher compra R$ 800 em roupas pela internet e recebe triangulo de sinalização em Dourados
Depois de bater o carro, homem rouba ambulância e na fuga atinge carro e poste em SP
Mulher compra R$ 800 em roupas pela internet e recebe triangulo de sinalização em Dourados
Pesquisa ANP diz: diesel e gasolina subiram pela 7ª semana consecutiva
Mulher pega "empréstimo" e denuncia ameaças de agiota em Campo Grande
Morador de Manaus vende carro para comprar oxigênio para quatro familiares