Menu
Busca terça, 19 de janeiro de 2021
(67) 99820-0742

Festival América do Sul Pantanal: Programação prevê mais de 60 atrações

24 outubro 2016 - 17h21

Foi lançada a 13ª edição do Festival América do Sul Pantanal (Fasp) na manhã desta segunda-feira (24) no auditório da Governadoria. O Festival vai acontecer de 11 a 14 de novembro de 2016 em Corumbá, na fronteira com a Bolívia, e vai ter mais de 15 horas diárias de atrações das mais variadas manifestações culturais.

Envolvendo aproximadamente 500 pessoas entre artistas, artesãos, produtores, agentes e técnicos culturais de diversos Estados do Brasil e de mais seis países – Paraguai, Bolivia, Uruguai, Chile, Peru e Argentina – o Fasp contabiliza mais de 60 atrações entre shows musicais, espetáculos de dança, teatro, circo, mostras de artes visuais, artesanato, audiovisual, saberes indígenas, palestras, mesas-redondas, lançamentos de livros, oficinas, fomento à economia criativa, formação e capacitação cultural, arte educação, cultura popular, ciência e tecnologia, inovação, esportes e turismo.

Na cerimônia de lançamento apresentaram-se o poeta, ator e educador Emmanuel Marinho e o músico Carlos Colman, acompanhado da violonista Ana Paula. Logo depois, o secretário de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação, Renato Roscoe, apresentou a programação para a imprensa e o público presente. “É um prazer imenso anunciar o Festival América do Sul Pantanal. Quero cumprimentar o governador Reinaldo Azambuja e agradecer o empenho em manter o Festival e incrementá-lo a cada edição. Cumprimento também a diretora-presidente da Fundação de Cultura, Andréa Freire, que é a grande organizadora de tudo o que vamos ver aqui. Serão quatro dias de programação com quinze horas diárias de atividades  com mais de 500 pessoas envolvidas”.

Foi passado o vídeo com a história de Aline Figueiredo, homenageada do Fasp deste ano. Nascida em Corumbá, em 1946, a crítica e historiadora de arte Aline Figueiredo já aos 20 anos se empenhou em buscar, nos municípios do sul de Mato Grosso Uno, artistas plásticos potenciais e os reuniu na 1ª Exposição de Pintura dos Artistas Mato-Grossenses, no Rádio Clube de Campo Grande, em 1966. No ano seguinte organizou, com os artistas que surgiam, a Associação Mato-Grossense de Artes, que teve papel fundamental na divulgação da produção regional.

O público também pôde conferir um vídeo expondo as principais atrações do Festival. “O Carlinhos Brown vai dar seu show e fica para ministrar oficina no dia seguinte. Haverá oficinas com artistas locais e também de renome nacional que têm projetos sociais como forma de utilizar cultura e arte na inserção dos jovens na sociedade. A Mariene de Castro é outra atração que tem a cara de Corumbá. Um dos objetivos é estimular as pessoas, os moradores locais a participar, para estimular a economia local. De 11 a 14 de novembro estaremos celebrando a cultura do Estado, a cultura pantaneira e sul-americana. Acessem o site para acompanhar a programação. Agradeço a presença de todos, principalmente das pessoas de Corumbá. Espero vocês lá em Corumbá para essa grande festa”, declarou Roscoe.

A deputada estadual Mara Caseiro falou em nome dos 24 deputados da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. “Quero parabenizar a equipe da Secretaria de Cultura que organizou este evento maravilhoso. Agradeço ao governador que, apesar dos problemas, tem mantido e melhorado os eventos. Vamos sair daqui hoje com um sorriso maior no rosto. A cultura está sendo valorizada. Que Deus abençoe o Festival América do Sul Pantanal. Falo em nome dos 234 deputados estaduais que são parceiros e apoiam a cultura no Estado e o Festival. Um grande abraço”.

O governador Reinaldo Azambuja falou sobre a importância de manter os festivais. “Quando olhamos para o país, em 2014, 2015, vimos muitos festivais deixando de existir. Conseguimos em Mato Grosso do Sul mantê-los com uma nova roupagem, com diversificação cultural. Já é costume da cultural local, com a participação dos artistas e da população local. É muito bonita a participação de todos. Hoje estamos realizando o Fasp com o apoio de alguns parceiros, com a junção de pessoas que construíram uma nova roupagem. Agora está sendo ampliado com atrações regionais e nacionais”.

O governador disse estar contente em poder apresentar as atrações e convidou a todos para participar do evento. “Fiquei muito impressionado ano passado pela alegria das pessoas, o corumbaense e o ladarense é um povo acolhedor. Vale a pena manter os festivais. A crise é passageira, o Brasil é superior a isso. Manter o Fasp com a participação de todos os artistas e a diversificação, com a participação dos indígenas, é muito importante. Não tenho dúvidas de que a edição deste ano será um grande sucesso”.

Confira a Programação completa do Festival:

http://www.festivalamericadosulpantanal.com/noticias/confira-a-programacao-completa-do-fasp-2016/12 

 

Fonte: Notícias MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

"A luz da ciência chegando via Butantan e Fiocruz!", diz Mandetta nas redes sociais
Denúncia anônima pelo 181 da PM ajuda no combate de crimes
Enfermeira que tomou 1ª dose de vacina no Brasil pede para população não ter medo
Empreendedora de turismo investe na agricultura familiar e resolve divulgar produção no Manucã
Mato Grosso do Sul recebe 97 mil doses de vacina contra Covid-19
Povo das Águas atende ribeirinhos da parte alta do rio Paraguai a partir do dia 19
Em depressão, mulher enforca filha de três anos até a morte e se mata
Após aprovação pela Anvisa, Corumbá aguarda a chegada das doses da vacina contra a Covid-19
Coronavac chega às 10h em Campo Grande com reforço: são 158.766 doses
Jovem de 21 anos é assassinado a tiros em Corumbá