Menu
Busca quarta, 27 de janeiro de 2021
(67) 99820-0742
matricula 2

Tombamento da Matriz de N. Sra. da Candelária é elogiado na Assembléia

08 março 2017 - 13h28Por Assessoria de Comunicação da PMC

O tombamento da Matriz de Nossa Senhora da Candelária como patrimônio histórico e cultural de Corumbá foi elogiada pela Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul. A Moção de Congratulação foi proposta pelo deputado Paulo Siufi e aprovada pelo plenário na sessão ordinária do dia 14 de fevereiro.

“A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, Casa de Leis e Cidadania, por proposição de Deputado Paulo Siufi, em nome de seus pares e do povo sul-mato-grossense, vem à vossa honrosa presença parabenizá-lo por ter declarado como Patrimônio Histórico e Cultural do Município de Corumbá, a Catedral de Nossa Senhora da Candelária, devido ao valor histórico quer a mesmas possuiu na cidade e no Estado, sendo construída no ano de 1885 e considerada o templo católico mais antigo de Mato Grosso do Sul. Parabéns”, destacou a Moção.

O tombamento da igreja aconteceu no dia 2 de fevereiro, Dia da Padroeira de Corumbá, quando o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira protagonizou um momento histórico para a comunidade católica, bem como para a população local ao assinar o decreto nº 1.748. A declaração levou em consideração a proteção do patrimônio histórico e cultural que zela pela preservação das características arquitetônicas; a importância da proteção dos valores históricos e culturais para afirmação da identidade de um povo; o valor histórico da catedral no contexto da cidade; por ser o templo mais antigo do Estado de Mato Grosso do Sul; por ser padroeira da Diocese de Santa Cruz de Corumbá; e titular da Igreja Catedral.

“Muito mais do que reconhecer o conjunto arquitetônico que é belo e precisa ser preservado, reconhecemos um patrimônio que faz parte da nossa tradição, história e cultura e que significa muito para o povo de Corumbá. Nossos profundos agradecimentos a Nossa Senhora pelas bênçãos, proteções e luz”, enfatizou Ruiter na época.

“É esse simbolismo que a gente quer expressar neste ato. Esse decreto, a partir de agora, fortalece ainda mais a preservação, reforma e manutenção do nosso templo. A população de Corumbá abraçou esta causa”, acrescentou o prefeito.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Período de inscrições para cursos do Pronatec segue aberto até 31 de janeiro
Com mineradoras, prefeito discute segurança do tráfego na rodovia BR-262
Terça-feira de tempo claro, calor e pancadas de chuva à tarde
Corumbá recebe novo lote com 970 doses da vacina contra Covid-19
Onça solta no Pantanal já se alimentou e até atravessou o Rio Paraguai a nado
Agepan realiza Consulta Pública sobre Tarifa de Pedágio na MS-306
Terceiro lote de vacina contra a Covid-19 chega a MS
Rede Hemosul permite que moradores do interior também ajudem a salvar vi
Janeiro registra mais de 460 óbitos por coronavírus e já é o 3º pior mês da pandemia
Presidente da Assembleia assina pedido para assumir Governo até dia 30