Menu
Busca quarta, 24 de fevereiro de 2021
(67) 99820-0742
Campo Grande

Polícia continua com buscas por suspeito de matar ex-militar

11 junho 2019 - 10h00Por MidiaMax

A Polícia Civil de Campo Grande continua com as buscas por Marcos André Malheiros, de 36 anos, um dos suspeitos de participação no homicídio do ex-militar do Exército Brasileiro Dener de Oliveira Gomes, 23, ocorrido em residência na região da Vila Nasser, na manhã do dia 19 de maio.

De acordo com o delegado Sérgio Luiz Duarte, da 2ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande, Marcos já foi indiciado, mas o objetivo da polícia é localizá-lo para entender qual a motivação e as circunstâncias do crime. Lucas dos Santos Batista, 30, Dário Demétrio dos Santos, 25, estão presos.

A polícia sabe que Dener foi morto durante uma discussão na residência, por motivo ainda desconhecido. Não é descartada hipótese de vingança ou até mesmo crime passional. Conforme já relatado, Lucas, Dário e André passaram a agredir Dener com socos e chutes.

A vítima também foi atacada com cabo de enxada e em seguida asfixiada até a morte com um fio. Após o crime, o trio colocou o corpo em uma lona e o levou a cerca de 110 metros da casa, onde o deixou na rua. Lucas foi preso, pois já estava com mandado de prisão em aberto. Dário se apresentou, prestou esclarecimentos e foi liberado. Marcos, por sua vez, ainda não foi localizado.

Lucas diz que não matou a vítima, alegando que os responsáveis pela agressão foram Dário e Marcos. Dário, no entanto, diz que não cometeu o crime, e aponta Lucas e Marcos como autores. O delegado ainda aguarda laudos de corpo de delito e de local de crime. A lona e a enxada também serão periciadas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mais de 1,2 mil privados de liberdade realizam o Enem Prisional nesta semana em MS
Sede do Detran-MS passará por reforma a partir desta terça-feira
Sedhast lança Resolução de programa que concede benefício social para acadêmico indígena
Quarta-feira de tempo claro e máxima de 37°C no Estado
Para reforçar campanha de imunização contra a Covid, Ministério da Saúde envia 300 mil agulhas e seringas à MS
Comissão de Educação defende retorno das aulas presenciais em MS só depois da vacina
Semagro firma convênio com a Caixa para orientar agricultores na contratação do Pronaf
Frente Fora Bolsonaro admite divergências, mas reforça crescimento do movimento em MS
Professor denuncia contágio de educadores em reuniões e reforça risco de volta às aulas em MS
Vereador cobra pista de caminhada no Jardim Imá