Menu
Busca segunda, 01 de março de 2021
(67) 99820-0742

Advogado se comove e ajuda doméstica com lesão na coluna a batalhar por auxílio-doença

20 janeiro 2021 - 08h30Por Top Midia News

A doméstica Rosilene Ardovino da Silva, 43 anos, sem trabalho em razão de uma lesão na coluna, recebeu a primeira ajuda após reportagem do TopMídiaNews. Com isso, ela vai buscar auxílio-doença em razão da incapacidade de trabalhar. 

O caso foi publicado no dia 14 de janeiro, depois que ela e o marido fizeram um apelo na internet. Um advogado a procurou e disse que ela tem direito de receber auxílio até recuperar a saúde. 

‘’Ele disse que, aparentemente, meu problema é grave. Pegou meus papéis [exames e documentos pessoais] e disse que daria entrada esta semana’’, informou Rosilene, agora mais aliviada. 

Porém, segundo a doméstica, ela deve precisar de ajuda até que o auxílio seja autorizado e recebido. Na ocasião da reportagem, a profissional destacou que somente o esposo trabalha e não consegue arcar com todas as despesas da casa. 

Ainda segundo o relato de marido e mulher, ambos foram surpreendidos pela doença e pela pandemia da covid-19. Assumiram um financiamento de uma casa a mil reais e agora passam por problemas. 

‘’Além disso, meu marido paga pensão de R$ 400 para um filho’’, lamentou Silva. Ela ainda destaca que, quem quiser ir ver de perto as dificuldades, pode procurá-la. 

Para ver em detalhes a matéria, clique aqui

Deixe seu Comentário

Leia Também

Último dia de fevereiro será de 'fritar
Ex-ministros da Saúde recomendam lockdown para evitar colapso no Brasil
Prefeita de Bella Vista é baleada na frente de casa
Homem capota carro, rasga uniforme de bombeiro e acaba preso em Campo Grande
Bêbado tenta furar bloqueio policial com carro recheado de bebidas no Monte Castelo
Homem é morto após discussão em bar de Ribas do Rio Pardo
Tempo firme, chuvas isoladas e máxima de 35ºC em MS
Tarifa da conta de energia segue bandeira amarela para março
Mãe é empurrada pelo filho após discutir com nora em Campo Grande
Festa com bebida, som alto e gritaria é encerrada no Jardim Tarumã