Menu
Busca segunda, 01 de março de 2021
(67) 99820-0742

Prefeito comemora início da vacinação e reforça importância das medidas de biossegurança

20 janeiro 2021 - 09h00Por Assessoria de Imprensa

O prefeito Marcelo Iunes comemorou muito o início da imunização contra a COVID-19 em Corumbá. Ele acompanhou a aplicação das primeiras quatro doses da vacina, realizada na terça-feira, 19 de janeiro, no Centro de Saúde Moisés dos Reis Amaral, na ladeira Cunha e Cruz. Leia mais aqui.

Juntamente com o vice-prefeito, Dirceu Miguéis, o chefe do Executivo corumbaense também ressaltou que a população ainda precisa seguir as medidas de biossegurança para evitar a proliferação da doença. Durante o ato, o prefeito garantiu que vai continuar buscando a vacina para atender o maior número possível de pessoas na cidade.

“Nós temos sim nosso objetivo (de atender a população corumbaense), lógico que dependemos do Governo Federal. Todas as vacinas produzidas no Brasil vão para o Ministério da Saúde, infelizmente tirando o poder do município de poder adquirir esses imunizantes”, afirmou.

“Nós, graças a Deus e a um planejamento muito bem feito pela Prefeitura, temos recurso já garantidos para comprar mais de 30 mil doses aqui para Corumbá. Esperávamos um pouco mais do Governo Federal, mas temos a certeza que o Governo do Estado, com o governador Reinaldo Azambuja, um grande parceiro, vai com o tempo conseguir suprir toda nossa demanda”, prosseguiu Iunes, que complementou:

“Não vamos ficar de mãos atadas. Vamos continuar indo atrás dos institutos Butantan, da Fiocruz e, se puder, até importar. Não vamos ficar esperando o Governo Federal ver o que vai mandar para Corumbá. Não podemos fazer isso, hoje temos uma cidade turística, temos nossas cidades irmãs da Bolívia, e precisamos ampliar essa imunização”, completou.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Rogério Leite, 34% dos profissionais da linha de frente de combate ao Coronavírus serão vacinados nesta primeira etapa. “Estamos seguindo o direcionamento da nota técnica do Ministério da Saúde, com as prioridades, 34% dos trabalhadores em saúde que vão ser alcançados e imunizados, pessoas idosas que estão institucionalizadas, indígenas e a parte também relacionado ao cuidadores das pessoas que trabalham nessas instituições”, pontuou.

O secretário também explicou como vai funcionar a vacinação neste primeiro momento. “Esperávamos um número maior de vacinas, porém, como houve uma nota técnica no dia anterior a essas disponibilidades dizendo o total de vacinas referenciados aos munícipios, reorganizamos o Plano Operacional, obedecendo o Plano Nacional de Imunização com nossos Plano Municipal”.

“Seguimos na esperança de imunizar toda a população, inclusive o prefeito colocou a condição da compra de doses do Butantan, onde o município poderia fazer aquisição das doses para vacinar a população, mas nesse momento o Ministério de Saúde é detentor dessa prioridade, e estamos aguardando para fazer a aquisição de mais vacinas”, concluiu Rogério.

Representando o Governo do Estado, o diretor-presidente do Detran-MS, Rudel Trindade, ressaltou a dedicação do governador Reinaldo Azambuja na distribuição da vacina. “Houve um empenho muito grande para que todas as cidades recebem essas doses iniciais o mais rapidamente possível. Este é um momento muito esperado por todos”, completou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Último dia de fevereiro será de 'fritar
Ex-ministros da Saúde recomendam lockdown para evitar colapso no Brasil
Prefeita de Bella Vista é baleada na frente de casa
Homem capota carro, rasga uniforme de bombeiro e acaba preso em Campo Grande
Bêbado tenta furar bloqueio policial com carro recheado de bebidas no Monte Castelo
Homem é morto após discussão em bar de Ribas do Rio Pardo
Tempo firme, chuvas isoladas e máxima de 35ºC em MS
Tarifa da conta de energia segue bandeira amarela para março
Mãe é empurrada pelo filho após discutir com nora em Campo Grande
Festa com bebida, som alto e gritaria é encerrada no Jardim Tarumã