Menu
Busca terça, 02 de março de 2021
(67) 99820-0742

Membro de organização criminosa é liberado 24h após ser preso

22 fevereiro 2021 - 12h00Por Top Midia News

Edson Maximiano de Lira, mais conhecido como Max do PCC, foi preso em flagrante no último dia 11, acusado de guardar 20 mil papelotes de cocaína em uma casa em Cotia (SP). Mesmo com a prisão em flagrante, Edson ficou apenas 24 horas preso na Delegacia de Carapicuíba.

Conforme o site da Istoé, a Justiça de Itapecerica da Serra, que mandou soltar Edson, de 45 anos. “A casa é asilo inviolável e ninguém nela pode penetrar sem consentimento do morador, salvo em caso de flagrante delito ou desastre ou durante o dia por determinação judicial”, diz trecho do documento que ainda cita o fato de os investigadores terem entrado  no local sem mandado.

A investigação não foi documentada, mas delegado Marcelo Prado, de Carapicuíba, que apura o envolvimento de Max com o tráfico de drogas, diz que a prisão em flagrante não precisa necessariamente de mandado para entrar em imóvel.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bebê morre duas semanas após testar positivo para a Covid-19
Rosa Weber determina que governo federal reative leitos de UTI para Covid-19 em três estados
Segunda-feira será quente, com pancadas de chuva
Ciúmes é motivo de briga entre vizinhas que acaba com uma ferida na Vila Aimoré
Operação acaba com rave no meio da pandemia em Campo Grande
Rapaz agride jardineiro com cutelo
Drogado surta, quebra móveis e ameaça bater na mulher
Motorista é perseguido por 7 motociclistas no centro de Campo Grande
Salário de servidores estaduais estará disponível para saque nesta terça-feira
Pai é preso suspeito de engravidar filha de 14 anos em Dourados