Menu
Busca domingo, 24 de janeiro de 2021
(67) 99820-0742

Mato Grosso do Sul busca parceria do BRB para ampliar linhas de financiamento

02 dezembro 2020 - 11h00Por Portal de Notícias do Governo de MS

O Governo de Mato Grosso do Sul quer que produtores rurais e empresários dos setores de comércio, serviço e turismo tenham mais acessos às linhas de crédito do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste). Para isso busca parceria com o BRB (Banco de Brasília) para ampliar a oferta de recursos.

Nesta terça-feira (1°), o governador Reinaldo Azambuja e o CEO e do BRB, Paulo Henrique Costa, se reuniram na capital federal para discutir a atuação da instituição financeira em Mato Grosso do Sul. O secretário estadual Jaime Verruck (Semagro) e o deputado federal Beto Pereira também participaram da reunião técnica.

“Tratamos da possibilidade do BRB levar uma estrutura física para Mato Grosso do Sul criando uma superintendência. Dentro dessa linha, apresentamos o cenário econômico do Estado para eles avaliarem a possibilidade imediata de fazer atuação no Mato Grosso do Sul”, falou Verruck.

Atualmente, o BRB já opera no FCO em Brasília. O banco ainda é parceiro do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central, que reúne os estados de Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Tocantins, além do Distrito Federal.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Usuários da MS-306 contam com atendimentos gratuitos, de socorro mecânico a combate a incêndios
Renave é garantia de segurança e credibilidade nas transações comerciais, diz diretor
Denúncia anônima pelo 181 da PM ajuda no combate de crimes
Antes de morrer, Silas avisou esposa que fez última entrega e retornava para casa
Motorista dorme no volante, bate em carro estacionado na MS-134 e dois ficam feridos
Com previsão de chegada no domingo, MS vai receber 22 mil doses da vacina da Índia
Fusca tunado com material reciclável é fonte de renda para família em Campo Grande
Acusado de 'tirar a infância' da afilhada com abusos, professor vai para presídio de Aquidauana
Mesmo com vacina, Brasil registra 1.202 mortes por covid em 24 horas
Professor acusado de abusar de afilhada e irmã é preso em Aquidauana