Menu
Busca terça, 26 de janeiro de 2021
(67) 99820-0742
maticula

Idosa é morta a facadas e tem casa queimada; principal suspeito é marido, que está internado

30 novembro 2020 - 16h30Por Top Midia News

Dulci da Silva Martinelle, 80 anos, é a 10ª vítima de feminicídio em Campo Grande. A idosa foi morta na madrugada desta segunda-feira (30) no bairro Tarsila do Amaral, na Capital.

O marido dela, Vicente Mendes de Campos, 76 anos, é o principal suspeito. Ele teria esfaqueado a vítima e colocado fogo na residência. Depois da ação, ele ficou dentro do imóvel e precisou ser socorrido e encaminhado à Santa Casa.

Conforme informações da assessoria, Vicente está na área vermelha do pronto-socorro sedado, intubado e grave no momento. Ele aguarda leito de CTI para tratamento de queimaduras de vias aéreas, além disto, passará por avaliação da equipe da ortopedia devido trauma no ombro esquerdo.

Equipes da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) estão no imóvel fazendo perícia. 

O filho de Dulci, José Paulo Martinelle contou que a mãe estava casado com Vicente há 10 anos, porém, a família reprovava a união, já que ele era agressivo, ciumento e já havia trancado ela dentro de casa. 

Inclusive, segundo Martinelle, em setembro a mãe havia registrado boletim de ocorrência e solicitado medida protetiva contra o marido, contudo, dias depois, teria voltado atrás e retirado a queixa. 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Agepan realiza Consulta Pública sobre Tarifa de Pedágio na MS-306
Terceiro lote de vacina contra a Covid-19 chega a MS
Rede Hemosul permite que moradores do interior também ajudem a salvar vi
Janeiro registra mais de 460 óbitos por coronavírus e já é o 3º pior mês da pandemia
Presidente da Assembleia assina pedido para assumir Governo até dia 30
Guedes sugere congelar salários do funcionalismo para evitar crise
Desaparecido desde ontem, carro de taxista é encontrado na fronteira de MS
Vacinados, funcionários da saúde usam filtro de jacaré e são advertidos em SP
Véspera do Dia da Padroeira será de ponto facultativo nas repartições de Corumbá
Brasil proíbe entrada de viajantes vindos da África do Sul