Menu
Busca terça, 26 de janeiro de 2021
(67) 99820-0742
maticula

Falta de leitos de UTI coloca em risco população de Dourados, diz secretário

02 dezembro 2020 - 08h30Por Portal de Notícias do Governo de MS

A falta de leitos de UTI para pacientes de Covid-19 nos hospitais de Dourados preocupa, levando o secretário estadual de Saúde Geraldo Resende a fazer um alerta e solicitar união de esforços para que seja readequada a estrutura hospitalar que atende a população douradense e da região.

Em entrevistas a emissoras de rádio, o secretário alertou para o risco de colapso no sistema de saúde pública se não houver um entendimento entre a Secretaria Municipal de Saúde e a Fundação de Serviços de Saúde de Dourados (Funsaude), a qual alega a falta de repasse de recursos por parte do Município.

Na manhã desta terça-feira (01), Geraldo Resende entrou em contato com o secretário de Saúde de Dourados, Jackson Leiva, e com a direção da Funsaude, pedindo a realização de tratativas para reativar leitos de UTI. Também falou com a promotora dos Direitos do Cidadão, Rosalina Cruz Cavagnolli, solicitando o apoio do Ministério Público Estadual no sentido de auxiliar na articulação junto ao Município visando à habilitação desses leitos.

“É preciso que o Município coloque no sistema do Ministério da Saúde, chamado SAIPS (Sistema de Apoio à Implementação de Políticas em Saúde) as informações necessárias para a reabilitação dos 10 leitos de Covid que existiam no Hospital da Vida. Além disso, precisa articular a renovação do contrato que existia com o Hospital Santa Rita, para disponibilizar os leitos anteriormente existentes”, salienta Resende.

De acordo com o gestor estadual, Dourados conta hoje com apenas oito leitos no Hospital Universitário da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) e 10 leitos no Hospital Evangélico. “É um número muito pequeno e que será insuficiente para atender demandas que porventura vamos ter”, salienta Geraldo, informando que na madrugada desta quarta-feira (02) estará seguindo para uma audiência no Ministério da Saúde, para articular a ativação dos leitos que o Município de Dourados cadastrar no SAIPS.

Segundo informações que chegaram a Geraldo Resende, repassadas pela regulação do município de Dourados, dois pacientes foram encaminhados para Naviraí e também houve pacientes que foram a óbito na UPA por dificuldades de transporte em casos suspeitos de Covid-19.

“Já falei com o secretário municipal Jackson Leiva, espero que ainda hoje tenhamos uma solução. É uma situação que tem que ser resolvida internamente, pelo Município, com nosso total apoio. Da parte do Estado, temos dado todas as condições e recursos para que não faltem leitos para a população douradense”, salientou Geraldo.

Além de milhares de equipamentos de proteção individual (EPI’s) como máscaras, aventais, gorros, luvas e álcool 70 graus, o Estado encaminhou monitores, bombas de infusão e ventiladores pulmonares para a montagem de leitos de UTI para atender pacientes da Covid-19 em Dourados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Rede Hemosul permite que moradores do interior também ajudem a salvar vi
Janeiro registra mais de 460 óbitos por coronavírus e já é o 3º pior mês da pandemia
Presidente da Assembleia assina pedido para assumir Governo até dia 30
Guedes sugere congelar salários do funcionalismo para evitar crise
Desaparecido desde ontem, carro de taxista é encontrado na fronteira de MS
Vacinados, funcionários da saúde usam filtro de jacaré e são advertidos em SP
Véspera do Dia da Padroeira será de ponto facultativo nas repartições de Corumbá
Brasil proíbe entrada de viajantes vindos da África do Sul
Cobrança de dívida termina com traficante esfaqueado
Jovem é agredido por ladrão durante perseguição no bairro Centro-Oeste