Menu
Busca terça, 26 de janeiro de 2021
(67) 99820-0742
maticula

Chuva: Prefeito declara situação de emergência em Corumbá

13 janeiro 2021 - 15h06Por Assessoria de Imprensa

O prefeito Marcelo Iunes decretou situação de emergência em Corumbá por causa dos problemas provocados pela forte chuva que atingiu a cidade entre a noite de terça-feira e a manhã desta quarta, dia 13. O Decreto Nº 2.465 foi publicado no DIOCORUMBÁ de hoje.

A medida leva em consideração a precipitação de 187,2 mm em menos de 24 horas, o que extrapolou o limite previsto para um mês de chuva; e que várias famílias foram diretamente afetadas, tendo suas casas inundadas e necessitando, com urgência, de materiais básicos, como alimentos e produtos de higiene e limpeza.

No Decreto, o prefeito ressalta ainda que foram verificados danos estruturais em vários pontos da cidade e levou em consideração o Parecer Técnico nº. 001, da Superintendência Municipal de Proteção e Defesa Civil, fundamentando o reconhecimento da situação anormal caracterizada como enxurrada, conforme COBRADE nº 1.2.2.0.0;

“Esta situação de anormalidade é válida apenas para as áreas deste município, comprovadamente afetadas pelo desastre, conforme prova documental estabelecida pelo Formulário de Informações do Desastre e pelo Croqui da área afetada elaborados pela Superintendência Municipal de Proteção e Defesa Civil”, determina o documento.

O Decreto Nº 2.465 ainda possibilita a mobilização de toda a estrutura do Poder Executivo Municipal para atendimento à situação de emergência, sob a coordenação da Superintendência Municipal de Proteção e Defesa Civil, autorizado o desencadeamento de Ações de Resposta ao Desastre.

Conforme estabelece o inciso IV do Artigo 24 da Lei Federal nº. 8.666/93, e considerando a urgência da situação vigente, ficam dispensados de licitação os contratos de aquisição de bens necessários às atividades de resposta ao desastre, de prestação de serviços e de obras relacionadas com a reabilitação das áreas atingidas, desde que possam ser concluídos no prazo máximo de cento e oitenta dias consecutivos e ininterruptos, contados a partir da publicação deste decreto, vedada a prorrogação dos contratos.

O Decreto irá vigorar por 90 dias a contar de sua publicação, admitida prorrogação por igual período.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Período de inscrições para cursos do Pronatec segue aberto até 31 de janeiro
Com mineradoras, prefeito discute segurança do tráfego na rodovia BR-262
Terça-feira de tempo claro, calor e pancadas de chuva à tarde
Corumbá recebe novo lote com 970 doses da vacina contra Covid-19
Onça solta no Pantanal já se alimentou e até atravessou o Rio Paraguai a nado
Agepan realiza Consulta Pública sobre Tarifa de Pedágio na MS-306
Terceiro lote de vacina contra a Covid-19 chega a MS
Rede Hemosul permite que moradores do interior também ajudem a salvar vi
Janeiro registra mais de 460 óbitos por coronavírus e já é o 3º pior mês da pandemia
Presidente da Assembleia assina pedido para assumir Governo até dia 30