Menu
Busca domingo, 24 de janeiro de 2021
(67) 99820-0742

'Cabeção' é preso por matar vizinha e polícia investiga estupro

02 dezembro 2020 - 16h00Por Top Midia News

A Polícia Civil de Três Lagoas investiga se Maria das Graças dos Santos, 59 anos, que morava sozinha, foi estuprada antes de ser assassinada, no dia 20 de novembro, na rua Teodoro Mendes, bairro Guanabara. 

Na manhã daquele dia, familiares de Maria encontraram ela nua e morta na cama da residência. O vizinho Gustavo Felisto, 22 anos, está preso, suspeito de cometer o crime. 

Conforme a polícia, na ocasião, as portas trancadas e a janela da sala estavam meio aberta com as chaves jogadas no sofá. 

O SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência), foi acionada e constatou o óbito por causa natural, contudo, profissionais do serviço funerário constataram que ela apresentava um ferimento na parte posterior da cabeça, dando a entender que poderia ter sido agredida, razão pela qual foi acionada a Polícia Civil. 

Durante as investigações, os policiais suspeitaram de Gabriel. 

No último sábado (28), o rapaz foi localizado e preso. Inicialmente, ele negou o crime, porém, ao ser novamente interrogado, acabou confessando que teria matado a vítima por ter uma desavença com ela.

Em seu interrogatório, o investigado disse que foi até a casa da vítima no início da noite do dia 19 de novembro, quando a flagrou no sofá da sala, vindo a matá-la com golpes do tipo “mata leão” e, nesse momento, ela teria batido com a cabeça no piso da casa, o que lhe causou o ferimento.

Com relação ao crime sexual, o investigado negou veementemente, alegando que deixou a vítima sem roupas para que indicasse que ela teria sido abusada, mas que isso não teria ocorrido.

Ele disse ainda que após matar a vítima, chegou a ficar na casa por cerca de duas horas, onde ingeriu um litro de vinho e depois de dar um banho no corpo da vítima, no banheiro, a levou para quarto e a colocou na cama, saindo em seguida para sua casa onde foi dormir.

O investigado indicou o local onde jogou algumas peças de roupas que a vítima usava na ocasião em que foi morta, bem como um litro de vinho vazio.

Apesar da negativa do suspeito quanto à pratica de crime sexual, a Polícia Civil identificou fortes indícios de que isso tenha ocorrido e coletou exames de laboratório. 

O investigado permanecerá recolhido à disposição da Justiça.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Usuários da MS-306 contam com atendimentos gratuitos, de socorro mecânico a combate a incêndios
Renave é garantia de segurança e credibilidade nas transações comerciais, diz diretor
Denúncia anônima pelo 181 da PM ajuda no combate de crimes
Antes de morrer, Silas avisou esposa que fez última entrega e retornava para casa
Motorista dorme no volante, bate em carro estacionado na MS-134 e dois ficam feridos
Com previsão de chegada no domingo, MS vai receber 22 mil doses da vacina da Índia
Fusca tunado com material reciclável é fonte de renda para família em Campo Grande
Acusado de 'tirar a infância' da afilhada com abusos, professor vai para presídio de Aquidauana
Mesmo com vacina, Brasil registra 1.202 mortes por covid em 24 horas
Professor acusado de abusar de afilhada e irmã é preso em Aquidauana