Menu
Busca sexta, 04 de dezembro de 2020
(67) 99820-0742

Comerciantes, empresários e produtores rurais terão voz ativa nas decisões da Prefeitura

13 janeiro 2017 - 13h06

Implementada pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, a Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Produção Rural será o principal elo entre a administração pública e o setor produtivo local. A pasta é comandada pelo advogado e empresário Renato dos Santos Lima, 35 anos, que tem como meta inicial reaproximar a Prefeitura de Corumbá de toda a classe produtiva.  

 

“Uma das premissas que o Ruiter nos determinou é que sempre estejamos na rua, que conversemos diariamente com o Sindicato Rural, com a Associação Comercial, com o Sindicato do Comércio Varejista de Corumbá, que ouçamos o comerciante, o industrial, o pecuarista e as pessoas. Em cima disso queremos trazer todo esse setor produtivo aqui para dentro da secretaria”, explicou Renato.

 

O próximo objetivo é inserir a classe produtiva nas principais ações e decisões da pasta. “Buscamos uma inserção que a Secretaria nunca teve, que é trazer essas pessoas para dentro de casa de forma que elas se sintam inseridas nas decisões. Não queremos aquela situação onde as decisões saiam do gabinete e ponto final. Queremos trazer as pessoas junto conosco, as entidades, trazer o comércio, e disso apresentar o que pode ser feito”, afirmou o secretário, que complementou:

 

“A ideia, a pedido do prefeito, é que estejamos na rua entendendo essa demanda local. E com essa demanda vamos entregar um produto que atenda de fato a necessidade do empresário. Esse é o grande objetivo e o filão que vamos atacar: que o empresário se sinta atendido, o pecuarista, o lojista, desde o pequeno, médio e grande empresário, o pequeno, médio e grande produtor se sintam inseridos e tenham a gente como um grande parceiro”, pontuou.

 

Para alcançar esses objetivos, Renato Lima conta com a efetivação de diversas parcerias. “Já estamos conversando com todo o Sistema S, que envolve o Sebrae, FIEMS, FAEMS, Fecomércio e Famasul, no sentido de unir forças e maximizar oportunidades. Essas entidades já tem muitos produtos para serem entregues à população e podemos utilizar desse sistema como um todo. Não precisamos inventar a roda. É só articular, organizar, entender a demanda do empresário e entregar um produto que muitas vezes até já existe”.

 

Outro setor que receberá mais atenção da Prefeitura é a pecuária, uma das áreas que mais geram empregos na região pantaneira. “Com a ajuda do subsecretário Luciano Leite, que é o presidente do Sindicato Rural, estamos buscando trazer os pecuaristas e entender as demandas deles. Ainda durante a campanha, o Sindicato entregou um documento ao Ruiter das prioridades do segmento. Então já sabemos o que o Sindicato precisa e a maioria das coisas é totalmente viável. Então vamos buscar atendê-los dentro de um planejamento estratégico”, reforçou o secretário de Indústria, Comércio e Produção Rural.

 

“Mas também faremos tudo isso na base do diálogo. Vamos chama-los e debater cada uma dessas demandas, priorizando aquilo que for mais importante. Fazer um planejamento junto com o Sindicato Rural. Além disso, Hoje temos empresas que produzem dentro do território de Corumbá, mas a base delas não fica aqui. Fica Miranda, Coxim. Vamos tentar agregar essas empresas para cá, chamar esses empresários, conversar e entender do que eles precisam para vir pra cá”, concluiu o responsável pela pasta. (Assessoria de Comunicação PMC)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Japão pode proibir veículos a gasolina em meados da década de 2030
Acordo estabelece ações de defesa para o consumidor com deficiência
Caixa paga terça-feira abono de declarações da Rais fora do prazo
PIB cresce 7,7% do segundo para o terceiro trimestre, diz IBGE
PF prende sete investigados da Operação Overload
PRF apreende 104,8 Kg de cloridrato e pasta base de cocaína em Campo Grande (MS)
Operação Residence desarticula traficantes de drogas na Paraíba
Corinthians fica no 0 a 0 com o Fortaleza no Castelão
Nota MS Premida distribui R$ 3 milhões em prêmios; Dinheiro esquecido vai para habitação
Fátima Bernardes revela que está com câncer no útero