Menu
Busca domingo, 27 de setembro de 2020
(67) 99820-0742
/*%%SmartyNocache:1641249555f701de8d2ac08-80018106%%*/smarty; if (!is_callable('smarty_function_get_banners')) include 'application/smarty_plugins/function.get_banners.php'; ?>/*/%%SmartyNocache:1641249555f701de8d2ac08-80018106%%*/

5 ruas e avenidas da Capital que estão promovendo opções para comer bem

01 fevereiro 2017 - 12h33

O campo-grandense realmente percebeu que comer bem pode ser algo constante em sua postura como consumidor e notou que, muitas vezes, sair do bairro para isso não é uma opção. Quando a Avenida Bom Pastor foi considerada oficialmente um Corredor Gastronômico, abriu um precedente super bacana para que outras ruas e avenidas não tão centrais assim pudessem ganhar o mesmo título. 

Pensando nisso, elaboramos uma lista com 5 ruas e avenidas que estão promovendo gastronomia, interação, opções interessantes para quem busca uma refeição local, entre outras facilidades.

Confira. 

Av. Bom Pastor

A Avenida Bom Pastor sem nenhuma dúvida é o primeiro e mais rico corredor gastronômico de Campo Grande, inclusive aprovada sob esse título pela Câmara Municipal em 2014. Por lá, principalmente no trecho mais próximo da Av. Zahran, é intensa a concentração de lanchonetes, pizzaria, rodízio de bifes e de salgadinhos, sushi, food park cheio de trucks (o Manga Food Park) sobá e espetinho, comida oriental e tantas outras delícias. Sempre movimentado, estacionar no local é difícil, mas isso não impede que o fluxo de consumidores seja extremamente intenso. Destaque para as comidas étnicas e hambúrgueres gourmet.  

Rua da Divisão 

Bem longe da região central de Campo Grande, a Rua da Divisão é a opção em conta e próxima para quem vive nos bairros Aero Rancho, Guanandi e Parati. De noite, a rua se enche de comensais e pessoas interessadas em um quitute diferente - tem até barca de lanche com batata frita. Espetinhos, porções e sobá são encontrados pelos clientes, que dizem adorar tanto o público quanto as opções. 

Av. Três Barras

A Avenida Três Barras ainda engatinha na questão de atrações gastronômicas para os campo-grandenses, mas o potencial é claro. Ao lado da rotatória que dá acesso aos bairros Rita Vieira, Itamaracá e Tiradentes, uma galeria gigantesca concentra espetinhos, conveniências, tabacaria, trailers de lanches, e ali você encontra um espetinho completo por R$ 13, porção de batata frita na hora e lanche de ponta de costela. Do outro lado da rua está em construção mais um food park de contêiners, que deve ser inaugurado até o fim do ano. Promissor. 

 

Av. Nelly Martins (Prolongamento da Av. Via Parque)

De um lado o verde e a água que corta a cidade, e do outro lado da avenida, lanches, restaurantes de comida japonesa, espetinhos e muito mais. Embora mais "esparsos", o prolongamento da Av. Via Parque também possui algumas opções de comida, em locais onde outros comércios já foram montados. Quem gosta de hambúrguer e sushi encontra algumas casas por ali. 

Av. Júlio de Castilho 

Outra avenida ainda tímida, e com algumas dificuldades de estacionar, a Av. Júlio de Castilho ainda sim pode funcionar muito bem como corredor gastronômico. Quando nem era moda, por lá já havia lugar que entregava coxinha a um preço acessível. Pastel é outra pedida, em uma lanchonete sentido bairro. Espetinho, bifão, comida oriental, pizza e outras opções também são bem consumidas por ali. (Midiamax)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Eleições 2020: termina hoje prazo para pedir registro de candidatura
Pandemia amplia vulnerabilidades de surdos, diz secretária
Prefeitura encaminha imigrantes e pessoas em situação de rua ao mercado de trabalho
França abre investigação para apurar ataque com faca em Paris
Universidade oferece tratamento gratuito a pacientes com sequelas da covid-19
Reme ainda não tem prazo para retorno das aulas presenciais
Jovem de 22 anos perde controle de moto e morre na Salgado Filho
Bandidos não perdoam nem cavalos em Corumbá
Caminhoneiro de Dourados capota e morre na serra de Maracaju
AGU cobra na Justiça R$ 893 milhões de desmatadores da Amazônia