Menu
Busca sexta, 14 de agosto de 2020
(67) 99820-0742
Set

Inmet ‘estica’ alerta de tempestades e queda de granizo para até quinta-feira em MS

27 novembro 2019 - 15h45Por MidiaMax

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) esticou o prazo do alerta de tempestades e possíveis quedas de granizo em Mato Grosso do Sul. O alerta, que teve início no final da manhã de terça-feira (26), agora passa a valer até às 11h desta quinta-feira (28) e mostra que existe a possibilidade de acumulo de 100 milímetros de chuva e ventos de 100 km/h.

A meteorologia prevê que o tempo deve ficar instável durante os próximos dias em grande parte do Estado e que as tempestades poderão ficar ainda mais frequentes. O único registro de caos nos últimos dias, foi em Ivinhema que alagou ruas e a enxurrada carregou alguns carros.

O alerta ainda esclarece que os ventos serão intensos e podem chegar aos 100 km/h e possíveis queda de granizo, estrago em plantações, alagamentos, risco de corte de energia elétrica e queda de árvores.

O instituto orienta a não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. As pessoas podem ligar para o telefone 199 para contatar a Defesa Civil ou diretamente para o Corpo de Bombeiros, pelo telefone 193.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia Militar de Corumbá prende homem com mandado de prisão em aberto no bairro Aeroporto
Planos de saúde vão cobrir exames para detecção do novo coronavírus
Homem baleado na cabeça na Mato Grosso morre na Santa Casa
Homem envia fotos nuas da ex-mulher em aplicativo e acaba preso em Anaurilândia
Cloroquina 'some' das farmácias e preço vai às alturas; pacientes com lúpus são prejudicados
Comerciante é executado a tiros enquanto aguardava em semáforo na fronteira
Com mais de mil casos em 24h, MS tem 34,5 mil infectados e 570 mortes por coronavírus
Concurso público com salários de até R$ 3,1 mil prorroga prazo de inscrições
Paranaíba: donos de veículos apreendidos pela polícia têm prazo de 30 dias para evitar leilão
Campo Grande é 5ª cidade mais infiel na pandemia, diz aplicativo