Menu
Busca quinta, 06 de agosto de 2020
(67) 99820-0742
Set

Promotor recomenda que Detran suspenda vistoria e contratos com vistoriadoras

10 junho 2016 - 15h38

O MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul ) recomendou a suspensão de qualquer ato que condicione o licenciamento de veículos à vistoria periódica veicular em Mato Grosso do Sul.De acordo com a publicação feita no Diário Oficial do órgão nesta sexta-feira (10), pede-se que a suspensão aconteça imediatamente após o recebimento da recomendação.

De acordo com a publicação, o Estado também deverá cancelar todos os convêniso com as empresas de vistoria veicular. O documento, assinado pelo Protomor de Justiça Fernando Martins Zaupa, explica que a administração pública deve atender ao principio da economicidade, que consiste em promover os resultados pretendidos com o menor custo possível, além de adotar medidas que visem atender ao interesse da coletividade, o que passa peça responsabilidade quanto aos encargos públicos tornadas obrigatórias ao cidadão.

A recomendação também destacou que o órgão justificou que o número de acidentes de trânsito ocasionados por veículos automotores foi o fio guia para a cobrança da taxa. Para suspender a taxa, o Ministério considerou o elevado número de reclamações de cidadãos diante de mais uma cobrança de tributo ligada à utilização de veículo automotor e questionamentos sobre a eficácia da vistoria.

O MP ainda destacou que é possível verificar que, por meio da edição da Portaria 32/2014, o Detran-MS flagrantemente extrapolou o poder regulamentar que lhe é ínsito, fato este que permite a intervenção do Poder Judiciário sul-mato-grossense. Além de que gerou rompimento por parte do Detran-MS rompeu os limites estabelecidos pela lei ao estabelecer procedimentos não previsos pelo Código De Trânsito Nacional.

Na publicação, o MP aponta a existência da ADPF 375, em desfavor do Detran-MS, uma ação que já conta com manifestação do Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, pela sua procedência, que "Fere a competência legislativa reservada à União para editar normas sobre trânsito (art. 22, XI, da CR) ato normativo estadual que discipline hipóteses de vistoria veicular e delegue o exercício da atividade a entidades privadasiça".

Denúncias

A Portaria 32/2014, que estabelece a obrigatoriedade de vistoria anual para fins de licenciamento aos veículos com mais de cinco anos e a 13/2014, que permite que empresas particulares façam a vistoria foram criadas no último ano da gestão de André Puccinelli (PMDB) e mantida pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB). 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Audiência com acusado de matar Graziela acontece dia 25 de agosto
Queimadas: Secretaria Nacional de Defesa Civil reconhece situação de emergência em Corumbá
Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos será desinfectada nesta sexta-feira
Mais 10 novos leitos de UTI são reativados no Hospital Regional
Prefeitura conclui reparos no CEMEI Ana Gonçalves do Nascimento, no Cristo Redentor
Serralheria engana clientes, funciona sem alvará e ganha multa do Procon
Policiais salvam mulher que tentava se matar em Campo Grande
Homem tortura e espanca com botijão de gás adolescente de 15 anos por mais de 12 horas
Justiça autoriza retorno das aulas presenciais na rede privada do Distrito Federal
Contaminação nas cervejas Backer não foi evento isolado, diz relatório