Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020
(67) 99820-0742

Indígenas de MS vão a Brasília denunciar violência

09 outubro 2015 - 00h54

Valdelice Veron, liderança indígena Guarani Kaiowá, fez um apelo ontem (07), à Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, em audiência pública que discutiu os conflitos entre indígenas e proprietários de terras de Mato Grosso do Sul. Os indígenas denunciaram os constantes ataque por parte de fazendeiros, da polícia e de políticos locais. A demarcação de terras é uma das principais questões que levam ao conflito no campo.

Valdelice afirmou que as terras indígenas não são reservas criadas pelo extinto serviço de proteção ao índio o que faz com que se sintam presos a um confinamento, onde são subjulgados por latifundiários do estado. Apesar de terem sido convidados ao debate, representantes do setor produtivo e do governo do Mato Grosso do Sul não compareceram.


Karla Martins

Deixe seu Comentário

Leia Também

Combate às queimadas no Pantanal ganha reforço de 120 brigadistas e bombeiros
Familiares de gêmeos mortos com 13 tiros são ouvidos e polícia procura por assassinos
Em Coronel Sapucaia, obras de recapeamento vão custar R$ 2,2 milhões
Com ressalvas, deputados aprovam mudanças no plano de aplicação dos recursos do Fundersul
Fogo se alastra em reserva no Pantanal, moradora corre e consegue salvar galinhas
Desértico: Com onda de calor histórica, cidades registram umidade abaixo de 10% em MS
Filha de oito anos viu pai agredir e jogar a mãe em poço
Corpo de homem desaparecido é encontrado em estado de decomposição
Cruel: homem espanca esposa grávida até provocar aborto
Jovem cai de moto, é atropelado por ônibus e morre