Menu
Busca sábado, 11 de julho de 2020
(67) 99820-0742
Set

Fuzileiros Navais de Ladário irão reforçar segurança das Olimpíadas Rio 2016

15 julho 2016 - 15h56

Muita emoção. Assim começou a madrugada desta sexta-feira, 15 de julho, em Corumbá. É que antes do sol nascer na região da fronteira oeste do Brasil, os 135 militares que integram o Grupamento do Corpo de Fuzileiros Navais de Ladário, embarcaram rumo ao Rio de Janeiro para atuar junto à força-tarefa montada pelas forças armadas, a segurança dos jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016.

O palco para despedida foi o Aeroporto Internacional de Corumbá. Os fuzileiros, que estavam acompanhados por familiares, seguiram viagem em aviões da Força Aérea brasileira.

De acordo com informações do 6º Distrito Naval, os militares deverão permanecer até o final dos jogos paraolímpicos previstos para terminarem no dia 17 de setembro.

Esquema de segurança

Os militares subordinados ao Comando do 6º Distrito Naval realizarão o patrulhamento de vias públicas em ações de combate ao terrorismo, defesa contra possíveis ataques nucleares biológicos, químicos, radiológicos e no controle antidrogas.

Além disso, eles também reforçarão a segurança em túneis e vias expressas em terras da cidade do Rio de Janeiro, que deverá receber milhares de turistas que deverão acompanhar as disputas em diferentes modalidades dos jogos.

Os militares da Marinha do Brasil estarão empregados nos locais onde serão disputadas as competições de vôlei de praia, triatlo, ciclismo de estrada e maratona aquática; todas em Copacabana; vela olímpica, na Marina da Glória; remo e canoagem, na Lagoa Rodrigo de Freitas, além da maratona que ocorrerá no Aterro do Flamengo.

 

Fonte: Leonardo Cabral (colaboração) 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Criança atropelada na MS-276 está internada em estado gravíssimo
Morador de Rio Brilhante morre de covid-19 aos 55 anos
Capotamento de Hilux destruiu raio-x que seguia para a UPA Universitário
Brasil chega aos 70 mil mortos pela covid-19
Em 14 dias, ocupação das UTIs de Campo Grande quase dobrou e chega a 75%
Ex-secretário de Saúde do Rio estava com R$ 6 milhões em espécie
Justiça rejeita pedido de interferência na Prefeitura de Dourados sobre falta de leitos
Polícia fiscaliza 12 toneladas de pescado em Campo Grande e encontra irregularidade
Com gasolina mais cara, inflação volta a subir em Campo Grande
MS passa dos 12 mil casos de coronavírus e registra 146 mortes pela doença