Menu
Busca sexta, 14 de agosto de 2020
(67) 99820-0742
Set

Saiba como o cigarro eletrônico afeta os pulmões

10 dezembro 2019 - 17h30Por G1

O cigarro eletrônico está cada vez mais popular no Brasil. Entretanto, muita gente não sabe que ele provoca tanto mal. Só nos Estados Unidos, são 48 mortes associadas ao uso do cigarro eletrônico e quase 2.300 internações.

No Brasil, três casos de EVALI, uma doença no pulmão, relacionada ao uso de cigarro eletrônico, foram confirmadas. De acordo com a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), os pacientes usaram cigarro eletrônico com tetraidrocanabinol (THC) em dispositivos adquiridos nos EUA.

Os sintomas respiratórios da EVALI podem ser confundidos com uma gripe. São eles: tosse, falta de ar, dor no peito, dor abdominal, febre, calafrios.

Os médicos alertam que, se tiver estes sintomas, a pessoa precisa procurar ajuda e nunca esconder o uso de cigarro eletrônico.

Cigarro eletrônico e pulmão

O vapor do cigarro eletrônico e as substâncias tóxicas que ele contém queimam a membrana dos pulmões, prejudicando a troca gasosa de oxigênio por CO2. Essa troca é fundamental para manter as células vivas. Sem oxigênio, elas morrem.

Segundo a cardiologista Jaqueline Scholz, acredita-se que os danos do cigarro eletrônico sejam atualmente maiores devido à potência dos novos vaporizadores.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem baleado na cabeça na Mato Grosso morre na Santa Casa
Homem envia fotos nuas da ex-mulher em aplicativo e acaba preso em Anaurilândia
Cloroquina 'some' das farmácias e preço vai às alturas; pacientes com lúpus são prejudicados
Comerciante é executado a tiros enquanto aguardava em semáforo na fronteira
Com mais de mil casos em 24h, MS tem 34,5 mil infectados e 570 mortes por coronavírus
Concurso público com salários de até R$ 3,1 mil prorroga prazo de inscrições
Paranaíba: donos de veículos apreendidos pela polícia têm prazo de 30 dias para evitar leilão
Campo Grande é 5ª cidade mais infiel na pandemia, diz aplicativo
Pastor da 3ª Igreja Batista morre vítima do coronavírus em Campo Grande
Bolsonaro: vamos fazer silêncio para ela falar ‘fora Bolsonaro’ sozinha