Menu
Busca terça, 27 de outubro de 2020
(67) 99820-0742

Prefeitura promove capacitação para agentes de endemia do Município

17 fevereiro 2017 - 11h24

A Prefeitura de Corumbá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realizou durante essa semana capacitação destinada aos agentes de endemias do município, acerca da prevenção dos casos de Febre Amarela. A preocupação é que a doença chegue à Corumbá. Os trabalhos foram coordenados pela Gerência de Vigilância em Saúde e Núcleo de Educação em Saúde.

 

A atualização contou com a presença de técnicos da Secretaria Estadual de Saúde e teve como propósito informar funcionários, técnicos e agentes de saúde do Centro de Controle de Vetores(CCV) sobre a diferença do vetor responsável pela transmissão, bem como apresentar as armadilhas para captura de mosquitos transmissores de doenças como Febre Amarela, Chickungunya, Zika, Leishmaniose, entre outras.

 

A qualificação dos funcionários e técnicos da Secretaria de Saúde foi realizada pelo Gerente estadual de entomologia, Paulo Silva de Almeida; pelo Gerente estadual do Programa de Chagas e Leishmaniose, Gilmar Cipriano e por Ezequiel Pereira Ramos, Técnico da Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso do Sul.

 

O evento também contou com a visita técnica de acompanhamento para controle de erradicação da Raiva em cães no município de Corumbá, apresentada pela coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Walquiria Arruda da Silva, aos representantes da Secretaria Estadual de Saúde e do Ministério da Saúde de Brasília.

 

“O Ministério da Saúde vem até a nossa cidade a cada seis meses para acompanhar de perto o desenvolvimento do trabalho, bem como escutar propostas que possam servir para melhorar os nossos índices. Pactuamos o plano de contingência com o Ministério com o objetivo de trabalharmos em conjunto para melhor qualidade de vida da população”, afirmou à coordenadora.

  

Parceria

 

Como proposta a ser avaliada pelo Ministério da Saúde, a retomada da parceria com a Bolívia foi assunto discutido, “o trabalho em conjunto facilita muito o alcance da cobertura vacinal dos cães. Propusemos essa ideia mediante a realidade do município e a necessidade da equipe”, disse Walquiria que ainda completou, “agora é esperar as análises, pois todos os procedimentos precisam ser realizados seguindo os parâmetros legais e obedecendo as hierarquias”, finalizou.     (Assessoria de Comunicação PMC)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mulher é esfaqueada pelo marido e morre
Marquinhos Trad tem quase 40% à frente do 2º colocado, aponta pesquisa
Marroquino tenta matar esposa com faca durante encontro com amigo no Carandá Bosque
Homem surta durante abordagem e tenta 'socar' policiais em conveniência
'Fujão' abandona quatro capivaras mortas no Aero Rancho
Motorista perde controle de carro em curva, capota e morre em rodovia
Idoso estava saudável e morte precoce surpreendeu família
PM prende homem que estava atirando para comemorar aniversário no Vespasiano Martins
Vacina da Oxford tem fortes respostas imunes em voluntários idosos
Em protesto, família de PM morto pede expulsão de advogado da OAB-MS