Menu
Busca segunda, 30 de novembro de 2020
(67) 99820-0742

Ruiter busca a parceria do Governo do Estado para a área de habitação

19 janeiro 2017 - 11h57

O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira reuniu-se com a secretária de Estado de Habitação, Maria do Carmo Avesani Lopez, na manhã desta quarta-feira, 18 de janeiro, em Campo Grande, para buscar a parceria do Governo do Estado e apresentar projetos na área habitacional em Corumbá. “Estamos buscando parcerias com o Estado e a União para atendermos as principais demandas da cidade”, afirmou Ruiter.

 

“O encontro foi positivo, inclusive com a sinalização de Corumbá ter prioridade no Programa Lote Urbanizado”, reforçou o prefeito. A iniciativa do Governo do Estado tem por finalidade atender famílias com renda de até cinco salários mínimos e que não tenham sido beneficiados em nenhum programa habitacional federal, estadual e municipal.

 

O Projeto Lote Urbanizado será realizado em etapas e por meio de parcerias entre a Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (AGEHAB), prefeituras e os próprios cidadãos, em que cada uma das partes terá suas responsabilidades. A AGEHAB será responsável por subsidiar a construção da fundação de uma residência até o contrapiso, fossa séptica e o sumidouro, que será a primeira fase da construção e terá um prazo de seis meses para a implantação.

 

Já a prefeitura será responsável pela doação do terreno regularizado no cartório, com o devido licenciamento ambiental, dotado de infraestrutura básica com água, energia, arruamento e iluminação pública. O município parceiro também deverá prestar assistência técnica ao selecionado, que consistirá em acompanhar a execução da 2ª etapa da obra, por intermédio de, no mínimo, um profissional responsável técnico pela execução da obra e de um mestre de obra, para orientar a autoconstrução.

 

“Embora a situação da habitação em Corumbá tenha melhorado muito na última década, a demanda da população mais carente por moradia ainda é grande e este assunto é prioritário para a gestão pública municipal. Com a ajuda de parceiros como os governos federal e estadual, vamos tratar dessa demanda com muita sensibilidade e zelo pela vontade popular”, salientou Ruiter logo após o encontro. (Assessoria de Comunicação PMC)

Deixe seu Comentário

Leia Também

R$ 4,79: MS tem gasolina mais cara do Brasil, segundo levantamento
Mãe abandona crianças de 2 e 6 anos sozinhas para usar drogas no Vida Nova
Mãe tirou foto da filha momentos antes de ela morrer eletrocutada por decoração
Idosa é morta a facadas e tem casa queimada; principal suspeito é marido, que está internado
Funcionários de terceirizada da Energisa entram em greve por tempo indeterminado
Pedreiro e adolescentes mataram vizinho no Nova Lima em briga por registro de água
Agepan inicia mais uma campanha de fiscalização da geração de energia elétrica
Farmacêutica dos EUA vai solicitar uso emergencial de vacina contra Covid-19 no país e na Europa
Três acertam seis dezenas e levam R$ 33 mil em sorteio da Nota MS Premiada
Bio-Manguinhos fornece novo remédio para doenças reumatológicas ao SUS