Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020
(67) 99820-0742

Prefeito de Corumbá assina financiamento histórico para investir em infraestrutura

30 janeiro 2017 - 11h21

O prefeito de Corumbá, Ruiter Cunha de Oliveira assinou nesta sexta-feira (27) o contrato de empréstimo de US$ 80 milhões que financiará o PDI (Programa de Desenvolvimento Integrado) de Corumbá. A reunião de assinaturas aconteceu no Ministério da Fazenda, juntamente com o presidente Executivo do Fonplata - Fondo financiero para el desarrollo de la Cuenca del Plata, Juan E. Notaro Fraga, a Procuradora da Fazenda Nacional do Brasil, Fabiani Fadel Borin. Desse montante, metade financiado pelo Fonplata e outra metade com a contrapartida da Prefeitura de Corumbá. “Como desde 2008, o órgão não assinava com nenhum município brasileiro, nós rompemos esta barreira, é uma vitória”, define o prefeito de Corumbá.

 

PDI – Programa de Desenvolvimento Integrado Obras de infraestrutura com programa  de revitalização e desenvolvimento urbanístico

 

Com o empréstimo, será possível melhorar a qualidade de vida dos 100 mil habitantes do município, com o financiamento soluções para demandas urgentes em Corumbá associadas a deficiências de infraestrutura urbana e socioambiental. Serão ações voltadas para o desenvolvimento de áreas de recreação e descanso, infraestrutura de vias e drenagem, recuperação do patrimônio histórico, fomento do turismo e moradia para famílias que vivem em áreas de risco.

 

O empréstimo contempla os seguintes projetos: infraestrutura de vias e proteção fluvial, desenvolvimento urbano do Parque Jaguatiricas, restauração de dez prédios históricos, aproveitamento do Parque Ferroviário dos Ipês, melhorias na orla do rio Paraguai, construção de um Centro de Atenção ao Cidadão e revitalização do Ecoparque Cacimba de Pedra.

 

Os investimentos serão convertidos em benefícios diretos à população, com a promoção do acesso aos serviços públicos e com o fomento ao turismo.

 

A negociação entre o Município e o órgão iniciou em 2007 e acabou sendo paralisado e retomado em 2013. Em 2015, houve outro congelamento e, por fim, foi retomado em 2016 com outro modelo de projeto e, hoje nós assinamos. Não foi uma trajetória fácil, mas com muita persistência conseguimos concretizar a parceria”, conclui Ruiter.  O presidente executivo do órgão, Juan E. Notaro avaliou o impacto positivo do programa que atende deste a infraestrutura básica até a promoção do turismo. “O enfoque adotado neste projeto define claramente as linhas estratégicas definidas pelo Fonplata”, finaliza.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Corumbá, com informações do Fonplata.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AGU cobra na Justiça R$ 893 milhões de desmatadores da Amazônia
Ocupação de UTIs tem risco baixo em 17 estados e crítico no Rio e GO
Focos de calor no Tocantins seguem padrão do clima, diz Defesa Civil
SP fecha último hospital de campanha para tratamento de covid-19
Intenção de consumo das famílias volta a crescer após cinco quedas
SP subsidia compra de computador para professor da rede estadual
Intenção de consumo das famílias volta a crescer após cinco quedas
São Paulo anuncia ampliação de testes da fase 3 da vacina CoronaVac
Lei prorroga incentivo fiscal para exportadores durante pandemia
Polícia do Rio desarticula grupo que aplicava golpe da casa própria