Menu
Busca sábado, 22 de fevereiro de 2020
(67) 99820-0742
Set

Inquérito de Delcídio do Amaral é encaminhado ao juiz Sérgio Moro

01 julho 2016 - 17h54

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, encaminhou, nesta quinta-feira (30), os autos de um inquérito contra o ex-senador Delcídio do Amaral (sem partido- MS) ao juiz federal Sérgio Moro. Nesse processo, Delcídio é investigado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro pela compra pela Petrobras da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, em 2006.

Teori, que é o relator da operação Lava Jato no STF, também retirou o sigilo e afastou a tramitação oculta dos autos (Inq 4173). Por enquanto, as peças ainda estão em sigilo. O pedido foi feito pelo Ministério Público, que argumentou que após de cassado o mandato Delcídio não teria mais foro privilegiado no STF.

Teori entendeu que estaria justificado o requerimento da remessa ao juízo de primeira instância. O Senado aprovou a cassação do mandato de Delcídio do Amaral no dia 10 de maio.

Segundo o ministro,  a compra de refinaria guarda pertinência com inquéritos e ações penais relacionados a supostos crimes envolvendo a Petrobras, em curso perante a 13ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Curitiba, o que justificaria a remessa dos autos a esse juízo. Segundo a jurisprudência do STF, ações penais podem ser remetidas à primeira instância quando o detentor da prerrogativa de foro perde o mandato ou deixa de exercer a função durante o trâmite do processo.

O caso tem como base a delação premiada de Fernando Antônio Falcão Soares que menciona o repasse de propina a Delcídio do Amaral com base em contrato de aquisição da Refinaria de Pasadena.

 

Fonte: Correio do Estado 

Deixe seu Comentário

TECNODENTAL
Set 2

Leia Também

Homem é preso suspeito de estuprar dois adolescentes em chácara
Senadora de Mato Grosso do Sul tem número de celular hackeado
Ladrão é preso por moradores após roubar celular de mulher
Aos 15 anos, nadador de MS embarca para Lima em busca de medalhas
Grupo na Base Aérea de Anápolis pode sair da quarentena antes do prazo previsto, diz Ministério da Saúde
Ceará tem 51 assassinatos em 48 horas de motim da Polícia Militar
Prefeitura entrega uniformes e solidifica ciclo de investimentos na Saúde, Cultura e Educação
Vila Mamona faz reedição de samba e relembra sua 1ª vitória
Denunciado por crime de ódio é citado após MPMS dizer que ele ‘fugiu’ por meses
Secretaria de Saúde faz no dia 27 audiência pública para apresentar relatórios do 3° quadrimestre