Menu
Busca sábado, 30 de maio de 2020
(67) 99820-0742
Set

Viúva-negra é presa suspeita de mandar sequestrar e matar mulher

09 outubro 2019 - 11h00Por Campo Grande News

Suspeita de ser mandante do sequestro e morte de uma mulher de 29 anos, no dia 3 do mês passado em Três Lagoas, distante 338 quilômetros de Campo Grande, Adelice Aparecida Queiróz Honorato, conhecida com Maju ou Viúva-negra foi presa pelo GOE (Gerência de Operações Especiais) ontem à tarde em Araçatuba (SP) por força de mandado de prisão.

 

Érica Rodrigues Ribeiro foi julgada e condenada à morte pelo “tribunal do crime” do PCC (Primeiro Comando da Capital). O corpo dela foi encontrado com pelo menos 40 perfurações provocadas por faca, na região conhecida como “Cascalheira”, às margens do Rio Paraná.

Conforme a Polícia Civil, no decorrer das investigações, a principal mentora do crime, ao perceber que seria presa, fugiu da cidade e passou a morar na casa de um irmão no Bairro Porto Real. Com Adelice foram apreendidos ainda 79 pinos de cocaína, R$ 300 em dinheiro e um caderno com anotações referente ao crime organizado. Ela foi autuada também por tráfico de drogas. O irmão dela não foi localizado durante a ação policial.

Cocaína, dinheiro, celular e caderno com anotações foram apreendidos com Adelice (Foto: divulgação/Polícia Civil) Cocaína, dinheiro, celular e caderno com anotações foram apreendidos com Adelice (Foto: divulgação/Polícia Civil)
 

O inquérito policial sobre a morte de Erica tramita pela 1ª Delegacia de Polícia Civil. No total, seis pessoas já foram presas por participação no assassinato. Dois veículos usados durante o sequestro foram apreendidos. Os suspeitos foram autuados por homicídio qualificado, sequestro e cárcere privado e organização criminosa. O corpo da vítima foi encontrado com pelo menos 30 perfurações na manhã de ontem (3), na região conhecida como Cascalheira, às margens do Rio Paraná. 

Caso - À polícia, a mãe da vítima contou que horas antes do crime, quatro suspeitos, dois homens e duas mulheres, foram de carro até a casa dela a procura da filha. Érica foi levada a força pelos suspeitos, que chegaram a ameaçar a mãe dela quando tentou impedir o sequestro da filha, mas não teve jeito. As investigações prosseguem para identificar outros envolvidos e esclarecer a motivação do crime.

 

Deixe seu Comentário

Set 2

Leia Também

Queda da economia este ano pode superar 5%, diz Campos Neto
Diego Costa pode ser preso por fraude fiscal na Espanha, dizem procuradores
Preso por matar 2 será indiciado por homicídio qualificado, feminicídio e resistência
TJMS nega habeas corpus a réu da Omertà investigado por morte de estudante
Polícia investiga morte de bebê de seis meses após queda em cidade de MS
Caixa fala sobre a operação de pagamento do auxílio emergencial
Jovens cientistas terão R$ 2,3 milhões para pesquisas
Novo Plano Decenal de Energia trará ajustes por causa da pandemia
Covid-19: Doria anuncia plano de retomada da economia
Contas públicas têm resultado negativo de R$ 94,3 bilhões em abril