Menu
Busca sábado, 26 de setembro de 2020
(67) 99820-0742

PMA autua pecuarista em R$ 16,5 mil por plantar cana destruindo 3,3 hectares de matas ciliares de córrego e por erosões

16 fevereiro 2017 - 12h54

Durante fiscalização nas propriedades rurais do município, Policiais Militares Ambientais de Naviraí autuaram nesta quarta-feira (15), um proprietário rural por degradações ambientais. Na fazenda, o pecuarista realizou o plantio de cana-de-açúcar até 10 metros margeando um córrego, quando deveriam ser conservados 30 metros de área protegida. Foram encontrados também pontos de erosões, que causavam assoreamento do córrego.

As atividades foram paralisadas. O proprietário rural, de 75 anos, residente em Naviraí, foi autuado por danificar área considerada de preservação permanente (mata ciliar) e por erosões e foi multado em R$ 16.500,00. Ele também responderá por crime ambiental e poderá pegar uma pena de detenção de um a três anos.

O pecuarista também foi notificado a confeccionar um Plano de Recuperação da Área Degradada (PRADE), junto ao órgão ambiental.

(ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS)

Deixe seu Comentário

Leia Também

AGU cobra na Justiça R$ 893 milhões de desmatadores da Amazônia
Ocupação de UTIs tem risco baixo em 17 estados e crítico no Rio e GO
Focos de calor no Tocantins seguem padrão do clima, diz Defesa Civil
SP fecha último hospital de campanha para tratamento de covid-19
Intenção de consumo das famílias volta a crescer após cinco quedas
SP subsidia compra de computador para professor da rede estadual
Intenção de consumo das famílias volta a crescer após cinco quedas
São Paulo anuncia ampliação de testes da fase 3 da vacina CoronaVac
Lei prorroga incentivo fiscal para exportadores durante pandemia
Polícia do Rio desarticula grupo que aplicava golpe da casa própria