Menu
Busca sábado, 28 de março de 2020
(67) 99820-0742
Corona

Oito suspeitos são presos por envolvimento na execução de traficante

16 junho 2016 - 15h40

Oito homens, entre brasileiros e paraguaios, foram presos suspeitos de envolvimento no assassinato do empresário e narcotraficante Jorge Rafaat Toumani, alvo de vários disparos de armamento calibre .50, usado pelas forças Armadas, na noite de ontem (15), no Centro de Pedro Juan Caballero, cidade que faz fronteira com Ponta Porã.

Conforme o site Capitanbado, os acusados são Mário Ariel Sanchez Gimenez, 28 anos, Wilfrido Coronel Lopes, 36 anos, Alcides Ramnon Nunez Pereira, 37 anos, Eladio Amarilla, 34 anos, Robson Suarez Palcios, 30 anos, Abel Ramon Palacios Jara, Maxuesli Rodrigues Andrade e Roque Ortiz Brum.

O caso - Jorge seguia em um Hummer blindado, mas o veículo não suportou o calibre das munições usadas e ele acabou atingido e morto no local. Seguranças que o acompanhavam reagiram e houve um intenso tiroteio na região. A população ficou assustada e descreveram um cenário de guerra.

Narcotraficante - Conhecido também por organizar promoções para compras em Pedro Juan, Jorge Rafaat foi condenado por Odilon Oliveira, juiz da 3ª Vara Federal de Ponta Porã, em 30 de abril de 2014, quando além dele, outros sete traficantes da fronteira foram sentenciados. O empresário foi condenado a várias penas que, somadas, totalizam 47 anos de prisão em regime fechado, além de multa de R$ 403,8 mil. 

 

Fonte: Campo Grande News

Deixe seu Comentário

TECNODENTAL
Set 2

Leia Também

Servidor morre de dengue hemorrágica em Itaquiraí
Primeiro-ministro Boris Johnson está infectado com o coronavírus
PM de folga prende homem armado com foice após tentativa de assassinato
Acusado de matar namorada com tiro na cabeça é preso
Especialista de MS cobra auxílio para autônomos o mais rápido possível
Após decreto, lotéricas reabrem e controlam entrada de pessoas em Campo Grande
Em 3 dias, 131 moradores de rua já foram levados para pontos de acolhimento
Após discurso de Bolsonaro, violações ao toque de recolher subiram 400% em Campo Grande
Lacen descarta mais um caso suspeito de COVID-19 em Corumbá
Andorinha doa 300 litros de álcool em gel para Prefeitura