Menu
Busca terça, 14 de julho de 2020
(67) 99820-0742
Set

'Mãe, não chora não, mãe', disse menina de 5 anos após ser baleada

13 novembro 2019 - 17h15Por G1

Ketellen Umbelino de Oliveira Gomes, a menina de 5 anos morta por bala perdida em Realengo, Zona Oeste do Rio, nesta terça-feira (12), chegou a confortar a mãe na hora do disparo.

 

"Mesmo caída no chão, ela dizia: ''Mãe, não chora não, mãe'", lembrou a tia-avó Daise da Costa.

 

Ketellen estava indo para a escola com a mãe, de bicicleta, quando três homens armados e encapuzados saíram de um carro, atirando, na Praça da Cohab.

O alvo dos atiradores era Davi Gabriel Martins do Nascimento, de 17 anos -- que também morreu. A Delegacia de Homicídios da Capital investiga a hipótese de milicianos terem tentado atingir Davi, acertando Ketellen.

“A Jessica [mãe] ficou desesperada quando viu a menina caída no chão com a perna ensaguentada", contou Daise.

A mãe de Ketellen não se feriu e levou a filha para a UPA do Jardim Novo, em Realengo. No fim da tarde, ela foi transferida para o Hospital Municipal Albert Schweitzer, onde foi operada.

Depois da cirurgia, o quadro se agravou, e a menina morreu no fim da noite.

"Os vizinhos ajudaram a socorrer, mas ela perdeu muito sangue”, emendou a tia-avó, que é copeira e estava no trabalho quando soube do ocorrido na Cohab.

Execução

 

Pai de Ketellen, o pintor Augusto de Oliveira Gomes afirmou que um dos atiradores fez um sinal quando viu que a garota tinha sido atingida.

“A sensação que a gente tem é de pegar o maluco que fez isso e fazer pagar da mesma forma. Minha filha tinha só 5 anos", lamentou Augusto.

 

Witzel lamenta morte

 

O governador do Rio, Wilson Witzel, postou um tweet nesta quarta lamentando a morte de Ketellen. "Lamento a morte da menina Ketellen, em Realengo, vítima de tiroteio entre bandidos. Determinei à Polícia Civil a apuração rigorosa desse crime e dos outros que atingiram seis crianças neste ano", escreveu o governador.

 
Augusto de Oliveira Gomes, pai de Ketellen, foi ao IML reconhecer o corpo da filha  — Foto: Alba Valéria Mendonça / G1Augusto de Oliveira Gomes, pai de Ketellen, foi ao IML reconhecer o corpo da filha  — Foto: Alba Valéria Mendonça / G1

Augusto de Oliveira Gomes, pai de Ketellen, foi ao IML reconhecer o corpo da filha — Foto: Alba Valéria Mendonça / G1

 
Mapa mostra onde Ketellen foi atingida — Foto: Infografia: Eduardo Pierre/G1Mapa mostra onde Ketellen foi atingida — Foto: Infografia: Eduardo Pierre/G1

Mapa mostra onde Ketellen foi atingida — Foto: Infografia: Eduardo Pierre/G1

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Empresa vence licitação de R$ 1,6 milhão para reforma do Detran em Dourados
Padre que atendeu feminicida antes de morte na igreja pede às pessoas para ‘se abrirem’
Polícia investiga PMs por denúncia de agressão à mulher negra em SP
Coronavírus: Pfizer e BioNTech recebem ‘fast track’ para 2 possíveis vacinas nos EUA
Em julgamento de recurso, Justiça livra prefeito de Laguna Carapã de acusação de nepotismo
Em retaliação aos EUA, Pequim coloca senadores republicanos em ‘lista negra’
Esposa de John Travolta morre aos 57 anos
Idosa de 64 anos é mais uma paciente a perder a batalha contra covid-19 em Campo Grande
Marido é preso por estuprar mulher duas vezes após a agredir e deixar inconsciente
Funcionários reclamam de falta até de papel toalha no HRMS, referencia para coronavírus