Menu
Busca terça, 21 de janeiro de 2020
(67) 99820-0742
Governo Dengue

Homem que matou casal na frente da filha é condenado a 62 anos de prisão

13 setembro 2019 - 09h30Por Campo Grande News

Edmauro Gamarra Vieira foi condenado a 62 anos e três meses de prisão, por ter assassinado a ex-mulher, Airyfer Castro e o seu namorado Igor Quintana Figueiredo de Alcântara, de 21 anos, a facadas em março do ano passado.

 

Durante a sessão de julgamento, nesta quinta-feira (12) em Aquidauana, cidade onde ocorreu o crime, Gamarra aparentava estar conformado com a situação. “É Deus agindo na nossa vida”, teria dito, conforme o site O Pantaneiro.

Ainda segundo a sentença deferida pelo juiz Ronaldo Gonçalves Onofre, Edmauro foi condenado por homicídio duplamente qualificado - com os agravantes de motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima-, e homicídio triplamente qualificado, com as mesmas qualificadoras e o feminicídio.

O crime - Airyfer Castro Elias, 22 anos, e o namorado Igor Quintana Figueiredo de Alcântara, 21 anos, estavam dormindo quando foram atacados a facadas no dia 17 de março do ano passado. O suspeito teria pulado o muro e aproveitado a porta destrancada.

O rapaz morreu no local e corpo foi encontrado na varanda, perto do portão. A moça foi levada para o hospital, mas não resistiu. No dia do assassinato do casal, a filha de Airyfer, de apenas 7 anos, presenciou o crime.

Atualmente ela está fazendo tratamento psicológico para amenizar traumas sofridos. Após a prisão do acusado até mesmo a casa onde ele morava com a mãe foi incendiada por pessoas revoltadas com o crime.

Deixe seu Comentário

TECNODENTAL
Set 2

Leia Também

Homem é preso após agredir ex e amiga que cuidava do filho
Traficante diz que maquininha de cartão foi pedido da clientela
Números atualizados acrescentam mais de mil acidentes ao balanço apresentado pelo Detran
Justiça Eleitoral convoca 3,4 mil eleitores para biometria em cidade de MS
Mãe é agredida pela própria filha com socos e chutes
Maus-tratos: Gatos são encontrados decapitados e mutilados em MS
Menina de 4 anos picada por escorpião segue internada em estado estável
Em nova decisão, TCE libera reajuste e tarifa de ônibus volta para R$ 4,10
Laudo preliminar sobre morte de veterinária confirma cocaína em quarto
Carro para na calçada após ser atingido por picape que invadiu a preferencial