Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020
(67) 99820-0742

Brasil e Bolívia firmam acordo bilateral em combate ao narcotráfico; 56 pessoas foram presas na região de fronteira

29 junho 2016 - 06h15

Brasil e Bolívia firmam um acordo bilateral para reforçar as ações de controle relacionadas aos crimes de narcotráfico. Desde essa terça-feira, 28 de junho, as autoridades dos dois países estão reunidos na cidade de Santa Cruz de La Sierra, distante a mais de 650 km da fronteira com o Brasil, durante a Comissão Mista sobre Drogas.

No encontro irão participar o Embaixador do Brasil naquele país, Raimundo Santos Rocha e o Ministro de Governo Carlos Romero.

Conforme o encontro, as delegações compostas pelas autoridades também realizarão uma análise de evolução da situação atual de crimes desta natureza e os avanços obtidos de 2013 a 2016.  

Fronteira Brasil Bolívia                  

A região de fronteira será um dos pontos que receberá maior atenção, por ser porta de entrada e registrar apreensões com maior intensidade.

Segundo as informações repassadas pela Polícia Federal de Corumbá, ao Corumbá Agora, só neste ano, de janeiro a junho foram aprendidos 592 kg de cocaína na região de fronteira.

Resultante desse número, 56 pessoas foram presas em flagrante ou durante operações realizadas pela PF, em diferentes pontos da cidade.  Deste quantitativo, 31 são brasileiros e 21 são de nacionalidade boliviana.

Além disso, durante a Comissão Mista sobre Drogas, serão abordados temas referidos a redução de oferta, delitos conexos, cooperação judicial, controle de cultivos excedentários de coca, a redução da demanda e mecanismo de seguimento de acordos, que foram aprovados na oitava reunião da Comissão Mista em 2013.  

Aproveitando o ensejo, também serão discutidos ajustes que foram aprovados em ações, principalmente em áreas de capacitação de profissionais, a realização de operações contra o crime de narcotráfico, e monitoramento de plantações de coca. O encontro segue até hoje (29). (com informações El Deber).

 

Fonte: Leonardo Cabral 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Contas públicas podem ter déficit de R$ 871 bilhões este ano
Cão fica preso em buraco e é resgatado pelos bombeiros em Corumbá
Em agosto, venda na indústria paulista foi 3,9% maior que em fevereiro
Casos de coranavírus disparam em penitenciária da fronteira
Força-tarefa vai restaurar Palácio do Itamaraty no Rio
Depois de quase um mês estável, taxa de letalidade volta a aumentar em MS
Governo anuncia Renda Cidadã, com recursos de precatórios e do Fundeb
Para impedir avanço do fogo, Operação Pantanal II adota nova estratégia
51 prefeitos de Mato Grosso do Sul disputam a reeleição em 2020
'Lula' e 'Bolsonaro' disputam vagas para vereador em todo Brasil