Menu
Busca sábado, 04 de julho de 2020
(67) 99820-0742
Set

Governador de MS veta projeto sobre controle de cães e gatos

08 outubro 2015 - 15h06

Reinaldo Azambuja justificou que a proposta é inconstitucional. Assembleia Legislativa aprovou proposição em setembro.

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), vetou projeto de lei que cria programa de controle de reprodução de cães e gatos. A mensagem de veto foi publicada na edição desta quarta-feira (7) do Diário Oficial do Estado (DOE).

No veto, o chefe do Executivo Estadual argumentou que a proposta é inconstitucional já que a criação de um programa de governo é competência exclusiva do governador. Foi questionado ainda no projeto a falta de indicação de onde viriam os recursos para execução do programa.

Azambuja ainda justificou que seria inconstitucional criar legislação que possa desorganizar os planos orçamentários do estado. O governador citou ainda que os municípios já fazem controle de zoonoses e que a Constituição Federal determina que as cidades legislem sobre o assunto.

Projeto
Em setembro, a Assembleia Legislativa aprovou o projeto de lei. Conforme a proposta, os cães e gatos encontrados na rua, que não tiverem identificação, seriam capturados pelos órgãos competentes.

Se em cinco dias o dono do animal não aparecer, o cão ou gato passaria por avaliação veterinária, será castrado e colocado para adoção. Para adotar, a prioridade seria para famílias de baixa renda e entidades de proteção aos animais interessadas na castração.

O Poder Público ficaria responsável em criar um abrigo para cuidar dos animais. Na justificativa, o deputado estadual Márcio Fernandes (PT do B) argumentou que a população de cães e gatos nas ruas coloca em risco tanto a saúde dos animais quanto das pessoas. Afirma ainda que a castração é a principal solução para o problema.

Estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás e Rio Grande do Sul têm legislações semelhantes. O parlamentar apontou ainda que a maioria dos municípios do estado têm dificuldades para castrar e abrigar os animais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bebê é achado morto em quarto de hotel; pais estão detidos
Em Dourados, médicos têm salários reduzidos durante a pandemia
PF faz novas buscas na casa de jornalista bolsonarista preso em Campo Grande
Portador de Alzheimer, Luiz desapareceu na Piratininga e filho pede ajuda para encontrá-lo
Infectada pela covid, mãe morre no parto e bebê sobrevive em Dourados
PMs flagram homem carregando cabeça decepada em SP
Corpo achado no Rio Paraguai segue sem identidade nem procura de familiares
Brasil tem mais 1.290 falecimentos por causa da covid-19
Com 16 mortes em 24h, MS vai a 107 óbitos por coronavírus e 9.388 doentes
Saúde compra 20 mil exames para diagnóstico de coronavírus pelo valor de R$ 377 mil