Menu
Busca quarta, 03 de junho de 2020
(67) 99820-0742
Set

No ano, 266 crianças foram indenizadas por acidentes de trânsito em MS

12 outubro 2019 - 08h45Por Correio do Estado

De janeiro até setembro deste ano, 266 crianças foram indenizadas por conta de acidentes de trânsito em Mato Grosso do Sul, o que dá uma média de aproximadamente um vítima por dia, segundoa dados divulgados hoje pela Seguradora Líder, responsável pelo Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (Dpvat).

Dia das Crianças é comemorado neste sábado (12). A Data celebra o direitos dos pequenos e também é uma forma de conscientizar sobre os cuidados necessários nesta etapa da vida.

Conforme dados da Organização Não-Governamental (ONG) Criança Segura, acidentes envolvendo veículos automotores é a principal causa das ocorrências com morte entre crianças e adolescentes, de 0 a 14 anos.

Levantamento realizado pela Segurado Líder aponta que nos primeiros nove meses deste ano, 266 crianças e adolescentes de, de 0 a 17anos, foram indenizadas em função de ocorrências durante o tráfego de veículos. Dados mostram ainda que a maioria ficou com algum tipo de sequela permanente após o acidente.

Em todo o Brasil, foram 9.865 crianças e adolescentes indenizados, uma média de 36 vítimas por dia.

Maioria das indenizações pagas à crianças e adolescentes foram por invalidez, com 70% das vítimas com sequelas permanentes. A cobertura de reembolso de despesas médicas e suplementares foi a que registrou o segundo maior número de pagamentos de indenização, e em terceiro lugar, ficaram as indenizações por mortes. 

Superintende de operações da Seguradora Líder, Arthur Froes, alerta que alguns cuidados básicos e atenção à legislação são necessários para mudar esta realidade e diminuir acidentes ou a gravidade deles.

"Quando o assunto é trânsito, a atenção é fundamental, principalmente quando há menores envolvidos. É importante lembrar que a cadeirinha, o cinto de segurança e o capacete, no caso das motos, são itens obrigatórios", explicou, acrescentando que também é fundamental a conduta prudente ao volante por parte dos motoristas.

O Dpvat é um seguro obrigatório de caráter social que protege os mais de 210 milhões de brasileiros em casos de acidentes de trânsito, sem apuração da culpa. Ele pode ser destinado a qualquer cidadão acidentado em território nacional, seja motorista, passageiro ou pedestre, e oferece três tipos de coberturas: morte (valor de R$ 13.500), invalidez permanente (de R$ 135 a R$ 13.500) e reembolso de despesas médicas e suplementares (até R$ 2.700). A proteção é assegurada por um período de até 3 anos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Corumbá tem mais 15 positivos, e totaliza 44 casos de Covid-19
CNC: confiança do empresário do comércio cai 20,9 de abril para maio
Municípios aderem a repasse para ajudar Sistema de Assistência Social
Vacinação contra H1N1 é prorrogada para público de todas as fases
Contribuinte ainda pode destinar parte do Imposto de Renda para o CMDCA
Vereador diz que 54% das mortes de covid-19 são de pretos e pardos
Exposedcg: denunciado por estupro no Twitter procura a delegacia e relata calúnia
Com 33 novos casos, Dourados supera Campo Grande e já tem maior número de Covid-19 em MS
Coronavírus chegou ao Brasil pela Europa, América do Norte e Oceania
Rio de Janeiro começa reabertura gradual das atividades