Menu
Busca terça, 14 de julho de 2020
(67) 99820-0742
Set

Motociclista de 19 anos morre após bater na traseira de caminhonete em rodovia de MS

17 novembro 2019 - 17h30Por G1/MS

Um motociclista de 19 anos morreu após bater na traseira de uma caminhonete na manhã deste domingo (17), na BR-060, em Campo Grande. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a vítima era um soldado do Exército Brasileiro e morreu antes do socorro chegar.

Conforme o sargento do Corpo de Bombeiros, Erivaldo Rodrigues, o motorista da caminhonete, um sargento da reserva de 60 anos, disse que reduziu a velocidade para passar por um quebra-molas quando foi atingido pela motocicleta. Com o impacto, o veículo chegou a ser empurrado um pouco para frente.

 
Equipe da PRF no local do acidente onde jovem morreu após bater em traseira de caminhonete. — Foto: Misael Maciel dos ReisEquipe da PRF no local do acidente onde jovem morreu após bater em traseira de caminhonete. — Foto: Misael Maciel dos Reis

Equipe da PRF no local do acidente onde jovem morreu após bater em traseira de caminhonete. — Foto: Misael Maciel dos Reis

Segundo a PRF, após a colisão, o corpo do rapaz chegou a ser arremessado e atingiu o vidro da cabine do carro. O caso foi registrado como acidente de trânsito com vítima fatal provocado pela própria vítima.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Empresa vence licitação de R$ 1,6 milhão para reforma do Detran em Dourados
Padre que atendeu feminicida antes de morte na igreja pede às pessoas para ‘se abrirem’
Polícia investiga PMs por denúncia de agressão à mulher negra em SP
Coronavírus: Pfizer e BioNTech recebem ‘fast track’ para 2 possíveis vacinas nos EUA
Em julgamento de recurso, Justiça livra prefeito de Laguna Carapã de acusação de nepotismo
Em retaliação aos EUA, Pequim coloca senadores republicanos em ‘lista negra’
Esposa de John Travolta morre aos 57 anos
Idosa de 64 anos é mais uma paciente a perder a batalha contra covid-19 em Campo Grande
Marido é preso por estuprar mulher duas vezes após a agredir e deixar inconsciente
Funcionários reclamam de falta até de papel toalha no HRMS, referencia para coronavírus