Menu
Busca terça, 17 de setembro de 2019
(67) 99820-0742
Set

Usina instalada na Ceasa de MS dá destinação adequada para 100% de seus resíduos

11 setembro 2019 - 11h15Por Portal Governo do Estado MS

Todo resíduo gerado na Central de Abastecimento de Mato Grosso do Sul (Ceasa/MS) terá destinação adequada dentro da sua própria estrutura. Uma usina inaugurada na manhã desta terça-feira (10.9) vai garantir a devolução de 8 toneladas mensais de adubo orgânico, resultado do processamento de cerca de 100 toneladas de resíduos produzidos mensalmente na Central.

Solenidade contou com a presença de familiares do ex-presidente da Ceasa, Elúsio Guerreiro

O projeto, fruto da visão empreendedora do médico veterinário Elúsio Guerreiro de Carvalho, que faleceu em julho passado, no exercício do cargo de diretor presidente da Ceasa, levará seu nome em reconhecimento a seu trabalho e em homenagem a sua memória. Para tanto, participaram do ato Gustavo, filho do homenageado, com sua esposa e as duas filhas.

Segundo o titular da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, com a instalação da usina todo o processo acontecerá dentro da própria Ceasa, iniciando pela coleta seletiva, transporte, tratamento e conversão dos resíduos em adubo orgânico até o aproveitamento do resíduo sólido com a reciclagem de plástico e papelão e da madeira como material energético pela combustão. “Hoje os grandes geradores estão obrigados a dar destinação adequada aos seus resíduos. Nós poderíamos ter apenas organizado para acumular tudo isso, e através de um contrato com a empresa Solurb, por exemplo, enviar para um aterro. Mas isso seria um desperdício de uma matéria orgânica que agora será disponibilizada para os produtores que comercializam no Ceasa, e dentro em breve também deverá atender os produtores do nosso projeto ‘Horta Urbana’.

Ceasa/MS é primeira Central do Brasil a fazer todas as operações de reaproveitamento de resíduos

A Semagro, através da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural  (Agraer) em parceria com a Prefeitura de Campo Grande, trabalharam juntas para transformar a Ceasa/MS na primeira Central do Brasil a fazer todas as operações de reaproveitamento de resíduos, tornando-se 100% reciclável.

A coleta do material será realizada por duas empresas, a Colecta Resíduos Industriais e a Organoeste Campo Grande. Elas trabalharão juntas e todo resíduo orgânico separado e coletado pela Colecta será disponibilizado à Organoeste para ser tratado pelo método de compostagem, com a utilização de biotecnologia, com rigoroso controle diário de temperatura e odor e em conformidade com as exigências legais, obtendo-se, ao final do processo, adubo orgânico.

 

Deixe seu Comentário

Set 2

Leia Também

Bolsonaro tem alta e deixa hospital em São Paulo
WWF-Brasil lança concurso de fotografia para destacar as belezas naturais do Pantanal e da bacia do Alto Paraguai
Violência por dizer “não” ao ex-namorado fez Ana largar tudo e sair pelo mundo
Dica da semana: "O Homem que Viu o Infinito"
MS registrou 2.070 focos de calor em setembro, segundo dados do Inpe
Em 12 horas, queimadas destruíram 200 hectares em Bodoquena
Sem poder doar medula para Calebe, mãe quer alguém compatível para livrar seu filho da leucemia
Mato Grosso do Sul é o segundo no País com mais abates de bovinos
Homem leva mordida de cão, exige desculpas do vizinho e denuncia crime em MS: 'Coloca vinagre que é bom'
Marido quer que mulher aborte bebê só porque é uma menina