Menu
Busca terça, 17 de setembro de 2019
(67) 99820-0742
Set

Operação da PF combate extração ilegal de madeira na reserva Kadiwéu

12 setembro 2019 - 14h45Por Campo Grande News

A Operação Quebracho, realizada desde segunda-feira (dia 9) pela PF (Polícia Federal), Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) e Funai (Fundação Nacional do Índio), combate crimes de desmatamento, queimada ilegal e exploração irregular de madeira na terra indígena Kadiwéu. Foram apreendidas 700 lascas de ipês, com multa de 3.260,40 ao posseiro da propriedade.

 

A reserva, que fica localizada na Serra da Bodoquena, nos municípios de Corumbá e Porto Murtinho, se destaca neste mês pelo foco de incêndios. A operação apura a retirada irregular de madeira em sete fazendas retomadas pelos indígenas, que são arrendadas para terceiros.

O levantamento começou após informações da Polícia Civil sobre a exploração ilegal de madeira em fazendas da região. Na sequência, a ferramenta de geoprocessamento confirmou a existência de pequenas clareiras e pontos de exploração ilegal na área indígena.

Equipes da força-tarefa foram ao local para identificar a autoria dos crimes ambientais eventualmente cometidos, autuar responsáveis legais pelas propriedades e apreender madeiras e equipamentos ilícitos.

Foram apreendidos motosserras, corrente de arrastão, motos e armas de fogo. Também foi identificada a presença de indivíduos que não pertenciam a etnias. Eles faziam o corte seletivo das árvores e alegaram ter sido contratados pelos indígenas.

Nome da operação, Quebracho é uma espécie de madeira explorada na região de Porto Murtinho, que muitas vezes é comercializada como aroeira, devido à semelhança entre as espécies. A PF fará coletiva de imprensa a partir das 10h em Campo Grande. A operação prossegue até amanhã (dia 13).

Deixe seu Comentário

Set 2

Leia Também

Bolsonaro tem alta e deixa hospital em São Paulo
WWF-Brasil lança concurso de fotografia para destacar as belezas naturais do Pantanal e da bacia do Alto Paraguai
Violência por dizer “não” ao ex-namorado fez Ana largar tudo e sair pelo mundo
Dica da semana: "O Homem que Viu o Infinito"
MS registrou 2.070 focos de calor em setembro, segundo dados do Inpe
Em 12 horas, queimadas destruíram 200 hectares em Bodoquena
Sem poder doar medula para Calebe, mãe quer alguém compatível para livrar seu filho da leucemia
Mato Grosso do Sul é o segundo no País com mais abates de bovinos
Homem leva mordida de cão, exige desculpas do vizinho e denuncia crime em MS: 'Coloca vinagre que é bom'
Marido quer que mulher aborte bebê só porque é uma menina